Mario Anzuoni/Reuters
Mario Anzuoni/Reuters

Woody Allen trabalha em novo filme na Espanha

Após processar a Amazon por rompimento de um contrato de R$ 68 milhões, o diretor recebeu apoio do conglomerado espanhol que financiou 'Vicky Cristina Barcelona'

Redação, O Estado de S. Paulo

22 de fevereiro de 2019 | 15h17

Depois de processar a Amazon pelo rompimento de um contrato de quatro filmes, Woody Allen está trabalhando em um novo filme na Espanha. O projeto é patrocinado pelo conglomerado Mediapro, financiador de filmes como Vicky Cristina Barcelona e Meia-noite em Paris.

Uma porta-voz da empresa confirmou para o The New York Times que Allen estava trabalhando no filme, mas disse que não poderia dar outros detalhes.

O diretor está em constante escrutínio público por conta das antigas alegações de que ele abusou de sua filha adotiva, Dylan Farrow, em 1992.

Segundo reportagem do Times, a Amazon fechou em agosto de 2017 um acordo de R$68 milhões com a produtora do diretor para quatro filmes, incluindo A Rainy Day In New York. Naquele ano, Farrow escreveu um artigo de opinião no Los Angeles Times dizendo que o movimento #MeToo havia poupado Woody Allen. Em junho do ano passado, a Amazon Studios rompeu o contrato, alegando, entre outros fatos, que outros criativos e atores se recusavam a agora trabalhar com o diretor.

A Rainy Day In New York ainda não foi lançado, e a empresa disse que não pretende lançar nenhum filme do diretor.

Apesar da repercussão negativa e do contrato anulado, Allen ainda recebe manifestações de solidariedade. Javier Bardem disse que trabalharia com ele novamente, e que o diretor passava por um "linchamento"; Jude Law, que trabalhou com Allen em A Rainy Day... disse que o nã0 lançamento do filme era "uma vergonha". "As pessoas trabalharam duro na obra, obviamente ele também", disse Law.

Tudo o que sabemos sobre:
Woody Allencinema#Metoo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.