AP Photo/John Carucci, File
AP Photo/John Carucci, File

Woody Allen teme 'caça às bruxas' e mais uma atriz denuncia Harvey Weinstein

O irmão do executivo também se pronunciou com relação ao caso, dizendo que não sabia que Weinstein era um 'predador'

O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2017 | 17h26

Denúncias contra o produtor Harvey Weinstein por assédio sexual explodiram nos últimos dias, após uma reportagem investigativa do jornal The New York Times. A atriz britânica Lysette Anthony afirmou ao jornal The Sunday Times ter sido estuprada por Weinstein na década de 1980. Ela disse que o produtor estava seminu quando a agarrou, e que ele ia à casa dela sem avisar. 

O irmão do executivo, Bob Weinstein, que fundou com ele a Miramax nos anos 1970 e também operava a The Weinstein Company, afirmou que está vivendo um pesadelo e que não tinha ideia de que seu irmão era "esse tipo de predador".

O cineasta Woody Allen lamentou o caso e afirmou que "não há vencedores". Ele acredita que a situação é triste tanto para as vítimas quanto para Weinstein, "que teve sua vida arruinada". Ele disse também que teme uma "caça às bruxas" em Hollywood.

Desde que as denúncias vieram a público, Weinstein foi afastado de sua própria empresa e expulso da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. 

Mais conteúdo sobre:
Harvey Weinstein

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.