Wim Wenders será presidente do júri do Festival de Veneza

A partir desta edição, que ocorre entre 27 de agosto e 6 de setembro, apenas um Leão de Ouro será entregue

Ansa,

08 de junho de 2027 | 14h39

O diretor de cinema alemão Wim Wenders, foi anunciado nesta sexta-feira, 27, presidente do júri do próximo Festival de Cinema de Veneza, que ocorre entre os dias 27 de agosto e 6 de setembro. "Wenders não é apenas um dos alemães sagrados do renascimento dos anos 1980, mas leva consigo uma reputação que tranqüiliza qualquer participante de um concurso que o vê como jurado. É um diretor profundo, sério, mas sem preconceitos, garantia do fato de que suas escolhas não serão parciais, evitando possíveis polêmicas", ressaltou o presidente do festival, Paolo Baratta. A partir desta próxima edição do Festival, começará a ser entregue apenas um Leão de Ouro, somente para quem, de acordo com o júri, se destacar sobre todos. "Não haverá mais os prêmios ex-aequo (especial do júri), nem Leões de última hora, como ocorreu recentemente. Por isso, estou reescrevendo os regulamentos de todas as mostras, repensando inteiramente sua organização", disse Baratta. O presidente do festival explicou que o processo não será rápido: "Será necessário um ano pelo menos, mesmo porque a mudança será explicada ao diretor (do júri) no primeiro dia em que começa a trabalhar, para evitar qualquer equívoco. Já eliminamos a competição de teatro, dança e música, pois não tinha sentido. Mas queremos também que no cinema haja um único Leão de Ouro, assim como apenas um Leão pela carreira. Sei que cada prêmio é um compromisso, mas com tantos Leões aumenta somente o número dos insatisfeitos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.