EFE
EFE

Will Smith, no topo da lista de piores do ano

Ator e seu filho venceram o célebre Framboesa de Ouro, que premia as piores produções de Holywood; já no Spirit Awards, dedicado ao cinema independente, vitória de '12 Anos de Escravidão'

Ubiratan Brasil, Enviado especial a Los Angeles

02 de março de 2014 | 15h34

Já se tornou uma deliciosa tradição: na noite anterior à entrega do Oscar, acontece a cerimônia do Troféu Framboesa, dedicado aos piores do ano passado. O prêmio foi criado em 1980 justamente para satirizar o glamour que cerca o Oscar. Nesse ano, a grande vencedora foi a família de Will Smith, pelo filme Depois da Terra: o ator foi escolhido o pior coadjuvante, enquanto seu filho, Jaden Smith, ganhou como pior ator. Juntos, pai e filhos levaram ainda o troféu de pior conjunto.

"A dupla ficou encalhada no Planeta Nepotismo", brincou John Wilson, um dos fundadores da cerimônia, que aconteceu na noite de sábado, em Los Angeles. O pior filme foi a compilação de curtas Para Maiores, comédia estrelada por nomes de respeito como Hugh Jackman e Kate Winslet.O longa faturou ainda os prêmios de piores diretor e roteiro.

Já O Cavaleiro Solitário, com Johnny Depp à frente, foi imbatível como a pior sequência. Entre as atrizes, Tyler Perry foi eleita a pior pelo cross-dressing feito em A Madea Christmas, não lançado no Brasil.E Kim Kardashian, que ficou famosa por participar de um reality show nos EUA, ganhou fácil como coadjuvante pela inesquecível atuação em Relação em Risco.

A grande "decepção" foi Adam Sandler, cujo filme Gente Grande 2 concorria em sete categorias, sem vencer em nenhuma. Sandler também interrompeu uma sequência como pior ator, pois foi o escolhido no ano passado, por Cada Um Tem a Gêmea que Merece, e em 2012, por Este É o Meu Garoto.

Spirit Awards

Na linha contrária à sátira, também no sábado, em Santa Mônica, aconteceu a entrega do Spirit Awards, considerado o Oscar do cinema independente (concorrem apenas a produções que não custaram mais que US$ 20 milhões). Na 29ª edição do prêmio, o grande vencedor foi 12 Anos de Escravidão, eleito melhores filme, diretor (Steve McQueen), atriz coadjuvante (Lupita Nyong'o), roteiro e fotografia.

Já os atores de Clube de Compras Dallas levaram um troféu cada um: Matthew McConaughey, na categoria principal, e Jared Leto, como coadjuvante. E Cate Blanchett continua a lotar sua sala de prêmios: venceu como melhor atriz por Blue Jasmine.O melhor filme estrangeiro foi o longa Azul É a Cor Mais Quente, cuja cópia em blu-ray é facilmente encontrável em Los Angeles, em lançamento da respeitosa marca Criterion.

Tudo o que sabemos sobre:
Prêmio Oscar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.