Warner quer lançar versão em 3D de 'O Mágico de Oz'

'O Mágico de Oz' estreou em 1939, com Judy Garland como a menina que após um tornado chega em Oz

EFE,

10 de março de 2010 | 16h07

Os estúdios Warner planejam fazer uma nova versão do clássico "O Mágico de Oz" (1939), modernizado e adaptado às novas tecnologias de três dimensões, seguindo o exemplo da Disney com "Alice no País das Maravilhas", informou o jornal "Los Angeles Times".

 

A companhia cinematográfica conta com duas propostas de roteiro, uma chamada "Oz", criada por Darren Lemke, roteirista do quarto filme da série "Shrek" ("Shrek para sempre"), com produção de Temple Hill, responsável pelo fenômeno "Crepúsculo" (2008).

 

A outra, "Mágico de Oz", conta com o toque obscuro dos projetos de Josh Olson ("Uma História de Violência", 2005), que propõe que a neta de Dorothy lute contra o mal até a terra dos ladrilhos amarelos. A produção seria de Basil Iwanyk, que trabalha no projeto do remake em 3D de "Fúria de Titãs".

 

Segundo o jornal, o novo "O Mágico de Oz" está sendo desenvolvido, e os especialistas acreditam que o mercado receberá bem a nova versão do filme e seu desembarque nas telas em 3D, a exemplo de "Alice no País das Maravilhas", de Tim Burton, após sua estreia no último fim de semana, quando arrecadou US$ 210 milhões no mundo todo.

 

"O Mágico de Oz" estreou em 1939, protagonizado por Judy Garland, que interpretou uma menina do estado do Kansas que, após um tornado, apareceu em um lugar remoto chamado Oz, onde, junto a um leão, um homem de palha e outro de lata, partiu em busca de um famoso mago que a ajudaria a voltar para casa.

Tudo o que sabemos sobre:
'O Mágico de Oz'

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.