REUTERS/Jonathan Alcorn
REUTERS/Jonathan Alcorn

Warner Bros. é autorizado a distribuir filmes da Universal Pictures no Brasil

Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) permitiu ao estúdio distribuir filmes da Universal com o objetivo de reduzir os impactos negativos da pandemia de covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2021 | 08h37

A Warner Bros. recebeu autorização nesta semana do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para licenciar os filmes da Universal Pictures.

Segundo o parecer do órgão, a Warner poderá distribuir filmes do estúdio parceiro em um contrato com duração superior a dois anos. "Dessa forma, caso a operação se materialize, todos os filmes que a Universal decidir, a seu critério, disponibilizar para exibição cinematográfica no Brasil serão licenciados pela Universal à Warner, que, por sua vez, será a responsável pelo sublicenciamento dos referidos filmes aos proprietários de cinemas."

De acordo com o Cade, a operação não deve impactar em decisões sobre "a produção ou aquisição de direitos sobre filmes de ambas as empresas e seus correspondentes lançamentos no mercado nacional."

Um dos objetivos, de acordo com a decisão, é permitir a redução dos impactos negativos da pandemia de covid-19 na indústria cinematográfica e nos cinemas. 

Até junho de 2019, a Warner praticava o mesmo tipo de licenciamento dos conteúdos da Fox, na distribuição compartilhada de filmes. O acordo expirou em junho de 2019 por conta da fusão Fox-Disney.

Lançamentos

Neste ano, a Universal Pictures prevê o lançamento de 007 - Sem Tempo Para Morrer, último filme de Daniel Craig no papel do agente secreto e Velozes & Furiosos 9. 

A Warner Bros. se planeja para estrear os seguintes filmes Esquadrão Suicida 2, Matrix 4, Duna, Godzilla Vs. Kong, Space Jam: A New Legacy e Minions 2: A Origem do Gru. Todos os filmes devem ser lançados também na plataforma HBO Max. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.