Walter Salles recebe Prêmio Robert Bresson em Veneza

Diretor foi celebrado por ter feito de sua obra uma "busca do significado espiritual da vida"

Efe e ANSA,

04 de setembro de 2009 | 11h25

O cineasta brasileiro Walter Salles recebeu nesta sexta-feira, 4, o Prêmio Robert Bresson 2009, entregue pela Fondazione Ente dello Spettacolo (Feds) durante o 66º Festival Internacional de Cinema de Veneza.

 

Salles recebeu o prêmio das mãos do presidente do Conselho Pontifício da Cultura do Vaticano, Gianfranco Ravasi, na presença do presidente da Bienal de Veneza, Paolo Baratta, e do diretor do festival, Marco Müller.

 

"Bresson e (Michelangelo) Antonioni foram dois diretores fundamentais quando eu era garoto. Bresson porque me fez compreender o valor to tempo e o silêncio e Antonioni me ensinou o valor do espaço", disse Salles, contente em receber o prêmio.

 

Salles, que dirigiu "Diários de motocicleta" (2004) e "Central do Brasil" (1998), revelou que trabalha atualmente em um projeto de adaptação cinematográfica do livro "On the road - pé na estrada", de Jack Kerouac e que tem outras ideias ainda não muito desenvolvidas, já que "sempre leva muito tempo para amadurecê-las".

 

O diretor aproveitará sua presença em Veneza para assistir à exibição de "Insolação", dos brasileiros Felipe Hirsch e Daniela Thomas, que estreia no festival no próximo domingo na mostra Horizonte. Daniela é uma colabora frequentemente com Salles, como no filme "Linha de Passe", exibido em Cannes no ano passado.

 

"É uma das pessoas mais inteligentes e sensíveis que conheço. Gosto muito de trabalhar com ela", afirmou Salles, que também destacou o trabalho "moderno e interessante" que Hirsch faz no teatro.

 

O prêmio Robert Bresson, já em sua 10ª edição, sempre entregue no festival, é um reconhecimento ao "diretor que tenha dado um testemunho significativo do difícil caminho em busca do significado espiritual da vida" em sua obra.

 

Entre os cineastas que receberam a distinção estão Win Wenders, Zhang Yuan, Aleksandr Sokurov e Giuseppe Tornatore. O Festival de Veneza, que começou na última quarta-feira, vai até o dia 12 de setembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.