Walter Salles é premiado por críticos de Nova York

O cineasta brasileiro Walter Salles ganhou o prêmio de melhor diretor enquanto os atores Gael García Bernal, do México, e Catalina Sandino Moreno, da Colômbia, ganharam os prêmios de atuação em cinema na rodada final de votação da Associação de Cronistas de Espetáculos de Nova York, também conhecido como prêmio ACE. Gael García Bernal e Salles ganharam seus prêmios por seu trabalho no filme Diários de Motocicleta, uma co-produção entre Argentina, Brasil e Estados Unidos. O filme, baseado nos diários escritos por Ernesto "Che" Guevara durante sua viagem pela América do Sul também rendeu um prêmio ao ator argentino Rodrigo de la Serna para melhor ator coadjuvante. Catalina Sandino Moreno, que já foi premiada com o Urso de Prata no Festival de Cinema de Berlim do ano passado e concorre ao Oscar de melhor atriz este ano, foi escolhida como a melhor atriz por seu trabalho em Maria, cheia de graça, uma co-produção entre Colômbia e Estados Unidos que deu o prêmio de melhor obra-prima a seu diretor, Joshua Marston.O prêmio ACE de melhor filme foi dado ao espanhol Mar Adentro, dirigido pelo cineasta de origem chilena Alejandro Amenábar. A atriz Lola Dueñas recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante por sua atuação no longa.Nos prêmios de televisão, a série Amor Real recebeu prêmio de melhor programa. A diretora da produção mexicana, Mónica Miguel, e o ator Fernando Colunga também foram premiados pelo trabalho na série, enquanto o prêmio de melhor atriz foi para Itatí Cantoral pela novela A Alma Ferida.Na categoria teatro, o prêmio de personalidade masculina do ano foi dado ao astro cubano do cinema e da televisão Francisco Gattorno, por seu trabalho na produção em espanhol Ana en el trópico; e o prêmio feminino correspondente foi dado à atriz uruguaia Vivian Deangelo, por seu trabalho em Dinosaurios e Compañía. Ambos ganharam o prêmio fora de concurso.Nos prêmios competitivos do teatro, o porto-riquenho JoharyRamos foi escolhido como revelação masculina do ano por seu trabalho em Mujeres en Farsa Picante, e sua compatriota Denise Quinones por sua atuação em Ana en elTrópico. O prêmio de melhor direção de teatro foi para o cubano René Buch por Ana en el trópico; em comédia, o uruguaio Nelson Landrieu foi premiado por Compañía; e no teatro clássico a premiada foi a porto-riquenha IsabelRamos pela direção de El perro del hortelano.A atriz e produtora Alicia Kaplan recebeu um prêmio ACE por seu trabalho à frente da companhia Danisarte, que ganhou o prêmio de grupo teatral do ano. Os prêmios ACE da associação de críticos hispânicos de Nova York serão entregues em 30 de abril, no HotelPennsylvania de Manhattan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.