Vítima de Polanski diz que quer ser deixada em paz

Samantha Geimer recebeu 500 ligações em busca de comentários a respeito do diretor

Associated Press,

26 de outubro de 2009 | 16h26

O advogado de Samanta Geimer, que foi abusada sexualmente pelo cineasta Roman Polanski, afirmou que o escrutínio causado pela prisão do diretor está causando a ela problemas de saúde e aborrecimentos no trabalho.

 

Veja também:

Recursos simultâneos são proibidos para Polanski

 

Lawrence Silver diz que Samanta está solicitando Corte de Apelações da Califórnia que encerre o caso contra o diretor de 'Chinatown'.

 

Lawrence e sua cliente afirmam ter recebido cerca de 500 ligações de pessoas em busca de comentários desde que Polanski foi preso, há um mês, na Suíça. Ele nunca negou ter abusado sexualmente de Samanta em 1978, quando ela tinha 13 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Polanski, Roman Polanskicinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.