Viggo Mortensen diz que relutou em interpretar um segurança ítalo-americano em 'Green Book'

Viggo Mortensen diz que relutou em interpretar um segurança ítalo-americano em 'Green Book'

O ator dinamarquês-americano de 59 anos, conhecido por 'O Senhor dos Anéis', também teve que ganhar peso para o papel de Tony Lip

Marie-Louise Gumuchian, Reuters

28 Setembro 2018 | 18h16

Zurique - O ator Viggo Mortensen disse que inicialmente relutou em interpretar um segurança ítalo-americano corpulento do Bronx na comédia dramática Green Book por não ter certeza de que conseguiria tornar o personagem convincente.

O ator dinamarquês-americano de 59 anos, conhecido por O Senhor dos Anéis e Capitão Fantástico, também teve que ganhar peso para o papel de Tony Lip, que é contratado como motorista do pianista negro Don Shirley, vivido pelo vencedor do Oscar Mahershala Ali, durante uma turnê de shows pelo sul segregado dos Estados Unidos no início dos anos 1960.

“Fiquei um pouco relutante para aceitar o papel”, disse Mortensen na abertura do Festival Internacional de Cinema de Zurique, na quinta-feira. “Por um lado, não sou ítalo-americano. E há muitos bons atores ítalo-americanos."

“Perguntei a (diretor) Pete (Farrelly) se ele tinha certeza, ele disse sim e eu disse ‘bem, deixe-me pensar nisso’. Então levei um tempo para me comprometer, mas estou feliz por isso. É um filme lindo”.        

Inspirado por uma história real, o filme gerou rumores sobre uma indicação ao Oscar desde que venceu o Prêmio do Público no Festival Internacional de Cinema de Toronto neste mês.

Mais conteúdo sobre:
Viggo Mortensen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.