Veterano da Guerra do Vietnã cospe em Jane Fonda

Um veterano da Guerra do Vietnã cuspiu os resíduos do tabaco que mascava no rosto da atriz Jane Fonda, durante uma sessão de autógrafos, em Kansas City, do livro de memórias que ela acaba de lançar, My Life So Far (Minha Vida Até Agora, em tradução livre). De acordo com o jornal local The Kansas City Star, Michael Smith, de 54 anos, havia esperado cerca de 90 minutos na fila para ter um exemplar do livro autografado, na noite de ontem, quando cuspiu uma enorme quantidade de tabaco na atriz, de 67 anos, vencedora do Oscar por duas vezes. Depois, ele saiu correndo, mas logo foi alcançado pelo polícia, que o prendeu, acusando-o de má conduta.Jane está viajando pelos Estados Unidos para promover seu novo livro, no qual aborda muitos assuntos, inclusive sua visita, em 1972, à cidade de Hanói, para protestar contra a Guerra do Vietnã. Naquela ocasião, Jane foi fotografada rindo em um acampamento de norte-vietnamitas, que lutavam contra os Estados Unidos. Ela se desculpou pela foto, mas não por se opor à guerra. A foto foi motivo para que Jane fosse hostilizada por muito veteranos da guerra. De acordo com a matéria do jornal, Smith disse que Jane é uma "traidora", que cuspiu na cara dos veteranos por anos. "Ela cuspiu em nossa cara por 37 anos. Eu considero como uma dívida de honra. Há muitos veteranos que adorariam fazer o que fiz", dis o Star citando como frase de Smith, que confirmou ao jornal ter ido ao evento com o firme propósito de cuspir na cara da atriz.Smith foi solto no fim da noite de ontem. Jane não deu queixa contra ele. Segundo Alan Tilson, uma das pessoas que estava na fila para autografar o livro, Jane não saiu de seu lugar durante o incidente e continuou a autografar os livros depois de limpar o rosto. "O importante é que ela estava tão calma a respeito da situação", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.