Vera Fischer faz festa de arromba

Entra novembro e sai novembro, e não se fala em outra coisa na agenda social do Rio de Janeiro do que as festas superproduzidas da louraça mais comentada do País. Amanhã, Vera Fischer faz 52 anos, mas vai apagar uma velinha só, e branca. Embora os cariocas não vejam a hora de comemorar os 55 anos da atriz e ex-miss Brasil ? que promete realizar a festa do milênio na data ?, vai haver engarrafamento sexta na Avenida Atlântica em Copacabana, onde, na cobertura de um hotel, a loura comemora com 60 amigos e vips mais uma primavera.Amanhã, a festa é mais íntima, só para a família, com a presença do ex-marido e eterno amigo e conselheiro Perry Salles, que chega de Salvador.No dia seguinte, a festança corre solta. Há mais ou menos duas semanas, casas noturnas e bufetes de toda a Zona Sul carioca encheram a caixa de mensagens da assessoria de Vera oferecendo-se para hospedar a festa ? o que lhes renderia mídia de sobra em revistas de celebridades e programas de colunismo social na TV. Negativo. Vera optou pela cobertura do Hotel Pestana, no 21º andar de um prédio na orla da praia de Copacabana.Como toda festa de Vera Fischer, a de sexta terá roteiro digno de um programa de auditório. A loura fará três entradas, cada uma com um vestido diferente.Para a chegada, vestido cor-de-rosa. Na hora de soprar uma única vela branca sobre um bolo recheado de baba de moça, um preto muito cavado para exibir as curvas opulentas. O último, ainda mistério, deverá ser de parar o trânsito na Atlântica em horário de pico e servirá para Vera se acabar na pista de dança, cujo som será, a pedido da aniversariante, de músicas dos anos 70.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.