Veneza aborda turismo sexual e aplaude Tim Burton

O turismo sexual, abordado pelo francês Laurent Cantet em Vers le Sud, intrigou o público em Veneza que, no entanto, reservou uma acolhida triunfal ao novo filme de animação de Tim Burton, The Corpse Bride, apresentado fora de concurso.Vers Le Sud leva o espectador aos anos 70 no Haiti, onde um grupo de estrangeiros se hospeda num pequeno hotel paradisíaco à beira da praia.As americanas Brenda (Karen Young) e Ellen (Charlotte Rampling) disputam a afeição de Legba (Ménothy Cesar), um Adônis local de apenas 18 anos.O oásis representado pelo hotel é isolado da ilha miserável e aterrorizada pelos tontons macoutes da ditadura Duvalier."Mais que sexo, estas mulheres procuram uma ternura que o mundo exterior lhes recusa", estimou Laurent Cantet durante uma entrevista sobre o filme, recusando-se a limitar o tema de seu filme ao turismo sexual.Vers le Sud, é adaptado de três romances de Dany Laferrière, um autor haitiano no exílio sob a ditadura Duvalier, "conta histórias íntimas, mas pode ter um aspecto mais geral". Bem recebido pela imprensa, é o segundo filme francês em disputa pelo Leão de Ouro. Também foi apresentado ontem O Fatalista do português João Botelho, adaptação contemporânea da obra Diderot Jacques le Fataliste. /APThe Corpse Bride foi exibido fora de competiçãoMas a unanimidade da crítica ontem foi para The Corpse Bride de Tim Burton, muito bem recebido pelo público, que reservou ao trabalho uma longa ovação.Este filme de animação fantástico e poético conta o destino estranho de Victor que, na véspera de suas núpcias entra num bosque, onde repete seus votos. Enfia por acaso a aliança num galho que, na realidade, era a mão do esqueleto de Victoria, morta no dia do casamento.Victoria leva, então, Victor, ao mundo dos mortos, que se mostra bem mais alegre que o dos vivos, mas o jovem se mantém fiel à lembrança de sua prometida Emily, a quem procura juntar-se por todos os meios.Para as vozes dos personagens, o cineasta americano recorreu a seus parceiros habituais, os atores Johnny Depp (Victor), sua noiva, a atriz Helena Bonham-Carter (Victoria), aos quais se soma Emily Watson (Emily).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.