Vencedor do Oscar, Danis Tanovic é destaque na programação da Mostra

Bósnio dirige o drama 'Tigers', filmado no Paquistão

O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2015 | 18h47

Único bósnio na programação desse ano, Danis Tanovic começou a despontar como cineasta justamente em uma edição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 1999. Naquele ano, o roteiro de seu primeiro filme foi assunto de um almoço entre membros do júri do evento, no qual o produtor Cedomir Kolar selou um acordo de produção com a diretora belga Marion Hansel e o produtor italiano Marco Muller. Dois anos depois, “Terra de Ninguém” foi lançado no Festival de Cannes, no qual teve o roteiro premiado, e, em 2002, ganhou o primeiro Oscar da Bósnia-Herzegovina, desbancando o favorito “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. Na 39ª da Mostra, Tanovic exibe o drama “Tigers”, ambientado no Paquistão.

A gestação de “Terra de Ninguém” em 1999 foi apenas o primeiro capítulo da trajetória do diretor na Mostra. Ao todo, ele exibiu outras quatro produções no evento, no qual também já foi jurado em 2012. Seu penúltimo trabalho, “Um Episódio na Vida de um Catador de Ferro-Velho”, foi duplamente premiado no Festival de Berlim de 2013 nas categorias de ator e roteiro. Sobre a produção, o crítico do Estado Luiz Carlos Merten chegou a defini-la como um “pequeno milagre”, uma obra “austera, rigorosa e de grande densidade emocional”.

Já a produção mais recente de Tanovic estreia no Brasil na sexta-feira, na programação da Mostra, com sessão às 19h, no CineSesc. “Tigers” retrata um vendedor de uma multinacional que fica revoltado ao descobrir as consequências do produto que comercializa. O longa-metragem tem mais três exibições na mostra: nos dias 24 de outubro (às 18h25min, na CineSala), 29 de outubro (às 13h30, no Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca) e 3 de novembro (às 20h, no Sesc Belenzinho). Os ingressos avulsos custam R$ 16,00 (de segunda a quinta-feira) e R$ 20,00.

 

Mais conteúdo sobre:
Mostra de Cinema Cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.