"Velozes e Furiosos 2" já começa a ser produzido

Já começaram as negociações para as filmagens a toque de caixa de Velozes e Furiosos 2. O thriller sobre "rachas" (ou "pegas") nas ruas de Los Angeles faturou US$ 40,1 milhões em seu fim de semana de estréia nos Estados Unidos, o dobro do que previa o estúdio Universal. Velozes e Furiosos já deu lucro: o filme custou apenas US$ 38 milhões para ser rodado.O produtor Neal Moritz avisou que roteiristas já começaram a trabalhar na história da continuação. O final da fita original deixa aberta a porta para a seqüência. Velozes e Furiosos é baseado em uma reportagem do jornalista Ken Li para a revista "Vibe". O filme é estrelado por Vin Diesel, Paul Walker, Jordana Brewster e Michelle Rodriguez. Diesel é Dominic Toretto, o líder de uma gangue de corredores de carro que começa a praticar crimes para poder sustentar seu hobby. Walker é Brian, um agente do Federal Bureau of Investigation (FBI) infiltrado no grupo. Ele investiga uma série de roubos de jóias que parecem ter sido feitos pela turma dos "rachas". O problema é que acaba apaixonado pela irmã de Dominic, Mia (Jordana Brewster), e não sabe se deve ou não traí-los. Ao mesmo tempo, começa a surgir uma desconfiança em relação a sua aparição no meio.Um dos motivos para a surpresa geral com o sucesso do filme está no elenco de nomes desconhecidos do grande público. Aí é que pode estar o segredo: atores como Diesel e Walker trabalharam em vários pequenos hits entre o público teen e fazem parte de uma nova geração que está prestes a estourar. Diesel estrelou o hit sci-fi Eclipse Mortal, Walker esteve no elenco do filme de terror Sociedade Secreta e na comédia romântica Ela É Demais. Os produtores do filme também acertaram ao apostar em um elenco etnicamente variado: há artistas brancos, hispânicos, negros e asiáticos. O público que lotou os cinemas dos Estados Unidos e do Canadá no fim de semana era formado por 24% de hispânicos, 11% de asiáticos e 10% de negros. Cerca de 75% do público tinha menos do que 25 anos.A razão do sucesso inesperado está no mercado "mutante" teen, que a indústria de Hollywood não consegue entender tão bem muito menos acompanhar suas mudanças de tendências de maneira tão rápida. As previsões de analistas não mostravam o apelo que o filme sem uma divulgação maciça - teve no público. O outro fator é o boca-a-boca, que é mais importante entre os adolescentes do que em qualquer outra fatia do mercado.Velozes e Furiosos é o Todo Mundo em Pânico deste ano. A produção de 2000 arrecadou US$ 42,3 milhões em seu fim de semana de estréia em outubro do ano passado, muito menos do que as previões iniciais. Até hits certos, como a O Retorno da Múmia, conseguem surpreender todo mundo. A produção faturou US$ 68,1 milhões em seu fim de semana de estréia, US$ 20 milhões mais do que o previsto.Outros exemplos de "sleepers" (o termo usado em Hollywood para filmes que ninguém "acordou" para ) são Hora do Rush (US$ 33 milhões em sua estréia, o que garantiu a produção de uma seqüência) e O Rei da Água (US$ 39,4 milhões na estréia, ante uma previsão de mais ou menos US$ 15 milhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.