Reprodução
Reprodução

Veja algumas das principais reações sobre a discussão sobre 'O Último Tango em Paris'

Diretor Bernardo Bertolucci admitiu que o impacto da célebre cena de violência sexual deve-se ao fato de a atriz Maria Schneider haver sido pega de surpresa

O Estado de S. Paulo

06 Dezembro 2016 | 10h40

Desde o último sábado, 3, uma discussão antiga em Hollywood ganhou novo fôlego quando a revista americana Elle recuperou um vídeo do diretor italiano Bernardo Bertolucci em que ele admite que a atriz Maria Schneider, então com 19 anos, não sabia de todos os detalhes sobre a famosa cena de O Último Tango em Paris, de 1972.

Bertolucci admitiu que o impacto da cena deve-se ao fato de Maria haver sido pega de surpresa. O diretor falou que Marlon Brando e ele tiveram a ideia na manhã em que a cena foi filmada. Imaginaram que o personagem de Brando usaria a manteiga como lubrificante anal, mas mantiveram o segredo entre eles, contando com a reação ‘espontânea’ da atriz. Bertolucci conta que se sentiu muito mal por não haver instruído Maria, mas reconhece que, para o filme, foi melhor.

Por conta da repercussão, o diretor italiano soltou um comunicado nesta segunda-feira, 5, explicando que a atriz Maria Schneider não sabia apenas da parte da manteiga. "Há alguns anos, alguém me perguntou detalhes sobre a famosa cena da manteiga. Eu disse que decidi, junto com Marlon Brando, não informar Maria de que usaríamos a manteiga. Queríamos sua reação espontânea àquele uso impróprio. O equívoco nasce aí. Muita gente pensa que Maria não tinha sido informada sobre a violência contra ela. Falso! Maria sabia de tudo porque tinha lido o roteiro, onde estava tudo escrito", afirmou Bertolucci.

Além disso, ele salientou que é "ingênuo" acreditar que o que se passa na tela corresponde à realidade. 

Atores, atrizes e profissionais do cinema se manifestaram sobre o tema. Veja algumas das principais reações.

Jessica Chastain, atriz: "Para todas as pessoas que amam esse filme, vocês estão vendo uma mulher de 19 anos sendo estuprada por um homem de 42. O diretor planejou. Me sinto mal".

 


Jenna Fischer, atriz e diretora: "Todas as cópias desse filme devem ser destruídas imediatamente. Ele contém um estupro de verdade e abuso sexual".

 


Evan Rachel Wood, atriz: "Isso é de partir o coração e revoltante. Os dois são indivíduos muito doentes de pensar que isso era ok".

 


Chris Evans, ator: "Wow. Eu nunca mais vou olhar para esse filme, Bertolucci ou Marlon Brando do mesmo jeito de novo. Isso é muito além do nojento. Sinto raiva".

 


Anna Kendrick, atriz: "Ms. Schneider disse isso anos atrás. Eu costumava receber viradas de olhos quando falava isso para as pessoas (quer dizer, caras)".

 


Ava DuVernay, diretora: "Indesculpável. Como diretora, não consigo nem pensar nisso. Como mulher, estou horrorizada, enojada e com raiva por causa disso".

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.