Veja a lista dos premiados em Brasília

A cerimônia de premiação do 34.º Festival de Brasília, ocorrida esta noite, no Teatro Nacional da capital federal, foi marcada pela distribuição de vários prêmios além dos candangos, a estatueta oficial do festival, e a respectiva quantia em dinheiro para cada categoria. Segue a relação de todos os premiados da noite.MELHOR FILME DE LONGA-METRAGEM - R$ 50.000,00 Prêmio ex-aequo: Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho, Samba Riachão , de Jorge Alfredo MELHOR DIRETOR - R$ 8.000,00 Beto Brant, pelo filme O Invasor MELHOR ATOR - R$ 5.000,00 Prêmio ex-aequo: Selton Melo no filme Lavoura Arcaica e Werner Schüneman no filme Neto Perde a sua Alma. MELHOR ATRIZ - R$ 5.000,00 Sabrina Greve, no filme Uma Vida Em Segredo MELHOR ATOR COADJUVANTE - R$ 3.000,00 Leonardo Medeiros, no filme Lavoura Arcaica MELHOR ATRIZ COADJUVANTE - R$ 3.000,00 Juliana Carneiro da Cunha, no filme Lavoura Arcaica PRÊMIO REVELAÇÃO DE ATOR Paulo Miklos, no filme O Invasor MELHOR ROTEIRO - R$ 2.000,00 Rosa Dias e Julio Bressane, pelo filme Dias de Nietzsche em Turim MELHOR FOTOGRAFIA - R$ 2.000,00 Walter Carvalho, pelo filme Lavoura Arcaica MELHOR MONTAGEM - R$ 2.000,00 Tina Saphira, pelo filme Samba Riachão MELHOR DIREÇÃO DE ARTE - R$ 2.000,00 Adriana Nascimento Borba, pelo filme Neto Perde a sua Alma MELHOR TRILHA SONORA - R$ 2.000,00 Pavilhão 9, Tolerância Zero, Professor Antena e Paulo Miklos pelo filme O Invasor MELHOR MÚSICA ORIGINAL (categoria criada nesta edição, por decisão do júri, "devido à excelência das composições originais produzidas especialmente para os filmes em competição") Marco Antonio Guimarães, pelo filme Lavoura Arcaica MELHOR TÉCNICO DE SOM (categoria criada nesta edição por decisão do júri, "devido à excelência do trabalho de captação de som fundamental para a melhoria da qualidade sonora do filme brasileiro") Jorge Saldanha, pelo filme Uma Vida Em Segredo CURTA OU MÉDIA-METRAGEM - EM 35MM MELHOR FILME - R$ 15.000,00 e latas de filme da Kodak Glauces-Estudo de um Rosto, de Joel Pizzini MELHOR DIREÇÃO - R$ 5.000,00 Joe Pimentel pelo filme Retrato Pintado MELHOR ATOR - R$ 3.000,00 Fernando Ernesto, no filme Françoise MELHOR ATRIZ - R$ 3.000,00 Débora Falabella no filme Françoise MELHOR ROTEIRO - R$ 2.000,00 Bruno Carneiro, pelo filme O Tempo dos Objetos MELHOR FOTOGRAFIA - R$ 2.000,00 César Moraes, pelo filme Retrato Pintado MELHOR MONTAGEM - R$ 2.000,00 Idê Lacreta, pelo filme Glauces-Estudo de um Rosto MELHOR TÉCNICO DE SOM (categoria criada nesta edição) Louis Antoine Robin, pelo filme Seu Nenê. CURTA OU MÉDIA-METRAGEM EM 16MM MELHOR FILME - R$ 10.000,00 e latas de filme da Kodak Passageiros Da Segunda Classe, de Kim-Ir-Sem, Waldir de Pina e Luís Eduardo Jorge. MELHOR DIREÇÃO - R$ 5.000,00 Gustavo Brandau e Fabrício Barros pelo filme Bah!, e Eduardo Valente pelo filme Um Sol Alaranjado MELHOR ROTEIRO - R$ 2.000,00 Manoel Rangel pelo filme Vontade MELHOR FOTOGRAFIA - R$ 2.000,00 Alex Sernambi pelo filme Vênus MELHOR MONTAGEM - R$ 2.000,00 Adriano Moraes, Caetano Caruso e Fernando Cárceres pelo filme Bípedes O júri também decidiu conceder duas menções honrosas: para a atriz Janine Corrêa, por sua atuação em Macabéiapara o filme O Tamanho Que Não Cai Bem, de Tadao Miaqui, pelo caráter social do projeto que resultou no curta, fruto de workshops de animação com crianças em escolas da periferia. JÚRI POPULAR MELHOR LONGA-METRAGEM EM 35MM - R$20.000,00 e recebe também o PRÊMIO PROJETA BRASIL - CINEMARK - R$ 62.762,00 (recursos provenientes do público da bilheteria da 2.ª edição do Projeta Brasil) Filme: Samba Riachão, de Jorge Alfredo MELHOR CURTA-METRAGEM EM 35MM - R$10.000,00 Filme: Pallace II, de Fernando Meirelles e Kátia Lund PRÊMIOS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA CULTURA DE AQUISIÇÃO (R$ 20.000,00 para o Melhor longa-metragem escolhido pela Comissão Técnica de Avaliação da TV Cultura e Arte): O Invasor, de Beto Brant CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL (Exclusivo para produções do Distrito Federal) MELHOR LONGA-METRAGEM EM 35MM R$ 50.000,00 Filme: O Casamento de Louise, de Betse de Paula MELHOR CURTA-METRAGEM EM 35MM R$ 10.000,00 Filme: O Jardineiro do Tempo, de Mauro Giuntini MELHOR FILME EM 16MM R$ 5.000,00 (Este é um prêmio de estímulo aos alunos do Curso de Cinema da Universidade de Brasília, pela experimentação da linguagem cinematográfica). Filme: Contraponto e Fuga, de R. C. Ballerini AQUISIÇÃO CANAL BRASIL - INCENTIVO AO CURTA- METRAGEM (Cessão de dois prêmios, no valor de R$ 5.000,00 cada a dois curtas selecionados pelo júri Canal Brasil). Filme: Retrato Pintado, de Joe Pimentel Filme: Palace II, de Fernando Meirelles e Kátia Lund MARCO ANTÔNIO GUIMARÃES (Prêmio conferido pelo Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro para o filme que melhor utilizar material de pesquisa cinematográfica brasileira) Filme: Glauces-Estudo de um Rosto, de Joel Pizzini ARUANDA (R$ 3.000,00 para o Melhor documentário de longa ou curta metragem) Criado pela Fundação Ulisses Guimarães, secção da Paraíba, para celebrar a passagem dos 40 anos da realização do antológico documentário Aruanda, de Linduarte Noronha, marco do cinema brasileiro, consagrado e imortalizado por textos célebres de Glauber Rocha, Paulo Emílio Salles Gomes e Jean Claude Bernardet, entre outros. O objetivo do prêmio de R$ 3 mil, além da estatueta, é distinguir documentários que enfoquem aspectos sociais, culturais e humanos da civilização brasileira, na perspectiva do moderno cinema nacional. É a segunda vez que é concedido, tendo em sua primeira edição laureado o filme O Rap do Pequeno Príncipe contra as Almas Sebosas, de Paulo Caldas e Marcelo Gomes.O Júri do prêmio Aruanda resolveu premiar um filme que valoriza a atuação de uma personalidade humana que simboliza a autenticidade e a resistência da cultura negra em nosso país. Filme: Seu Nenê, de Carlos Cortez PRÊMIO SARUÊ - Correio Braziliense Em um Festival marcado pela saudável influência da literatura e da música no cinema, a equipe do Correio Braziliense escolheu como o melhor momento do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro a surpreendente e excepcional estréia do músico Paulo Miklos como ator no papel-título do longa-metragem O Invasor, de Beto Brant. PRÊMIO DA CRÍTICA Os críticos presentes no 34.º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro salientaram o bom nível dos concorrentes de longa-metragem na diversidade de suas propostas temáticas e estéticas do cinema brasileiro, algo raro em outros festivais. Pela síntese cinematográfica com que uma profissão quase extinta é resgatada, o prêmio da crítica para melhor curta de 35mm:Retrato Pintado, de Joe PimentelPela linguagem em sintonia com o retrato inovador de uma tragédia de seu meio e de seu tempo, o prêmio da crítica de melhor longa-metragem: O Invasor, de Beto Brant ANDI - CINEMA PELA INFÂNCIA Com apoio da Unicef, é atribuído a filmes de curta e longa-metragem, em 35 mm, participantes da mostra competitiva do Festival. O prêmio é concedido por um corpo de jurados específicos e foi criado pela ONG Agência dos Direitos da Infância. O troféu é uma estatueta em ouro e mármore negro, confeccionada pela designer brasiliense Carla Amorim.O Júri do Prêmio Andi decidiu atribuir o prêmio por julgar que ele amplia a reflexão sobre a família, a busca do diálogo entre pais e filhos e reforça valores individuais capazes de instalar discussões pertinentes às questões da criança e do adolescente: Lavoura Arcaica, de Luiz Fernando Carvalho. O Júri ANDI faz também uma menção honrosa ao curta-metragem Palace II, de Fernando Meireles e Kátia Lund.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.