Vai a júri homem que confessou crime ao ver "Paixão"

O homem que decidiu confessar ter assassinado sua namorada após assistir ao filme A Paixão de Cristo se declarou culpado hoje em Houston.Seu julgamento começou ontem. "Eu me responsabilizo por minha ações", disse Dan Leach, de 21 anos, ao juiz do Distrito, Brady Elliott. Na terça-feira, ele havia se declarado inocente. Depois de mudar sua declaração, o júri começou a estudar sua punição. Ele pode ficar preso por cinco anos ou ser condenado à prisão perpétua.Ashley Nicole Wilson, de 19 anos, foi encontrada morta em seu apartamento, em janeiro. Ela parecia ter se enforcado e a morte foi encarada como suicídio. Dois meses depois, Leach decidiu confessar o crime após assistir ao polêmico filme de Mel Gibson. Leach afirmou ter estrangulado a namorada porque ela estava grávida e ele não queria assumir a criança. Embora Ashley acreditasse que esperava um filho, a autópsia não confirmou a gravidez.Leach descreveu um plano elaborado para fazer a morte parecer um suicídio. Ele disse que pediu a Ashley que escrevesse uma carta descrevendo tudo que era ruim em sua vida, então a estrangulou com o cordão de sua beca da faculdade. A polícia encarou a carta como um bihete suicida.Hoje, os advogados de defesa pediram aos jurados que deixem Leach viver. "É tempo de pensar em Ashley Wilson e na vida de que ela foi privada", disse Greg Gilleland.

Agencia Estado,

11 de agosto de 2004 | 19h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.