Uma Thurman, uma ex-namorada com superpoderes

Imagine uma ex-namorada irada que, emvez de ?apenas? fazer pequenas vinganças como riscar o carro doex-namorado arremessa o veículo na estratosfera; em vez deapenas flagrá-lo na cama com a nova namorada e fazer uma cena,joga um tubarão assassino no quarto do casal; em vez de bater aporta, voa pelo teto do apartamento. Imagine uma ex-namorada comsuperpoderes. Pense em Uma Thurman em "Minha Super Ex-Namorada".No novo filme de Ivan Reitman, a atriz é Jenny Johnson, umagarota que, entre um jantar com o namorado e uma ida aocabeleireiro, encontra tempo para salvar Nova York desuperperigos. Típica mulher moderna com a agenda lotada. Esta é G-Girl que, ao contrário dos ?super-homens?, usaroupas mais que descoladas e seu símbolo é quase uma marcafashion, estampada em roupas, pingentes e outros acessórios."Uma era perfeita para o papel. Foi a primeira pessoa em quempensei. Felizmente ela adorou o roteiro. Ela é ótima. É linda,não é o estereótipo da gostosa, mas é sexy", comentou ele com aAgência Estado em sua passagem pelo Brasil há alguns dias,quando esteve no Rio para o casamento de um sobrinho com umabrasileira. O diretor e produtor de comédias como "OsCaça-Fantasmas" e "Clube dos Cafajestes" e "Beethoven"aproveitou a oportunidade para conversar com a imprensa sobresua primeira comédia romântica. "Não é um filme sobre quadrinhosnem heróis. Não há violência. É uma comédia romântica sobre comoas pessoas lidam com suas relações. Não sou muito fã dequadrinhos. Eu usei a Nova York real. E coloquei uma mulher realtambém no centro da ação. As mulheres são muito fortes sempre.Mas neste filme elas são mais fortes ainda. Concorda?" Não há como não concordar. É Jenny quem salva MattSaunders (um inseguro, desajeitado, mas charmoso Luke Wilson)quando o conhece. É ela quem tem superpoderes também na cama.Mas também é ela quem enlouquece e transforma a vida doex-namorado em uma tortura quando não aceita o fora que ele lhedá quando começa a ficar sufocado com suas supercobranças."Todos nós nos tornamos um pouco loucos quando ficamos insegurosem uma relação. Não importa quão bonitos, inteligentes e fortessomos. Se ficamos nervosos e ciumentos, fazemos loucuras. Aironia aqui, por conta do poder que tem, é que a G-Girl podefazer coisas realmente loucas. É insegura, carente e neurótica." Para compor a trama, Reitman contou com a ajuda doroteirista Don Payne, de "Os Simpsons". "Não usamos a definiçãomasculina de poder, baseada na força. O poder verdadeiro é ahabilidade de se conseguir o que se quer", diz Reitman. "Não éuma comédia adolescente nem um filme sério. É engraçado, masfala de amor e sexo. Uma garota com superpoderes pode lhe darsupersexo, mas pode ter um preço alto a pagar. Ela é exageradaem tudo. Não só no que é bom, mas no que é ruim também. Equalquer um que não seja necessariamente herói pode ser assim."Minha Super Ex-Namorada (My Super Ex-Girlfriend, EUA/ 2006, 95min.) - Comédia. Dir. Ivan Reitman. Ivan Reitman. 12 anos. Emgrande circuito. Cotação: Bom

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.