Uma nova beleza americana

Em duas das estréias desse fim de semana é fácil reparar uma atriz de personalidade forte, beleza exótica e um sorriso bastante carismático. Além de ótima atriz, vem sendo apontada pela crítica como a nova sensação em Hollywood no verão. Trata-se de Nia Long, 29 anos, atriz principal de O Primeiro Milhão, de Bem Younger, e Vovó... Zona, de Raja Gosnell.Os filmes não estão estreando numa mesma época por simples descuido das distribuidoras, mas principalmente por que Nia tem feito muitos filmes, e continua com a agenda cheia ? Hollywood vem a assediando loucamente para diversos filmes, aos quais Nia tem que escolher minuciosamente. Nia não é a mais bela deusa negra que surgiu no cinema, mas tem os atributos físicos e dramáticos necessários, além de sorte, requisitos fundamentais para o sucesso.A atriz começou a despontar no filme Uma Loucura Chamada Amor, que participou do Sundance Festival de 1997 ? o maior de cinema alternativo nos Estados Unidos. Sua atuação nesse romance que trata de desencontros amorosos foi bastante elogiada pela crítica e lhe rendeu uma indicação ao prêmio do público do festival. Após coadjuvar em algumas outras produções, como Os Donos da Rua (1991), Feita por Encomenda (1993) e Atração Sem Limites (1999), ela foi convidada ano passado para atuar ao lado de Patricia Arquette na ficção clubber-bíblica Stigmata, de 99. A oportunidade em Stigmata a revelou para o mundo de verdade, e desde então a mulher não parou. Só neste ano, além de O Primeiro Milhão e Vovó... Zona, Nia fez outros três filmes para cinema e um para televisão. O auge também veio com a eleição da revista americana People como uma das 50 pessoas famosas mais bonitas do mundo no ano 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.