Um tributo a Noel em curta-metragem

A primeira programação do projetoCurta Petrobras às Seis de 2003 presta homenagem a Noel Rosa, umdos maiores compositores da música popular brasileira. Trêsproduções, que serão exibidas gratuitamente a partir de amanhã, no Espaço Unibanco de Cinema, mostram aspectos da vida e daobra do Poeta de Vila Isabel.Bar Babel, de Antônio Augusto Freitas, estende ahomenagem aos outros grandes sambistas: em um bar comandado porLuís Melo, os freqüentadores são figuras como Wilson Batista,Araci de Almeida, Lamartine Babo e Heitor dos Prazeres que,entre uma birita e outra, compõem clássicos da MPB.Já a saudável desavença entre compositores, o que sempreincentivou a criação de clássicas canções, é o fio condutor dePolêmica, de André Luiz Sampaio. Com lirismo e picardia, ofilme mostra a barulhenta amizade, marcada por admiração edesprezo, que acompanhou a vida de Noel e Wilson Batista, duplaque, apesar dos desencontros, compôs sambas afinadíssimos.O programa se completa com uma boa surpresa. Cantorde Samba, de Alexandre Dias, é um cine-jornal que resume osprincipais acontecimentos de 1929 no Rio de Janeiro. Entre cenasdo dirigível Zeppelin, do carnaval e do famoso Fla X Flu, ofilme mostra que, no ano da queda da bolsa de Nova York (o queacarretou problemas mundiais), o carioca desfrutava de uma boavida.O principal assunto do cine-jornal é a realização de umfilme sonoro nos estúdios de Paulo Benedetti, no inovadorsistema vitafone de sincronização de som e imagem. O últimobloco é marcado por uma apresentação de Almirante e seu Bando deTangarás, único exemplo que se tem notícia do início do cinemasonoro do País. E, segundo Almirante, a única filmagem de NoelRosa que se tem registro.O projeto Curta Petrobras às Seis é apresentado tambémno Hoyts General Cinema Guarulhos, onde o tema é o planaltocentral. Um Trailler Americano, de José Eduardo Belmonte,conta uma história em ritmo de trailer de cinema, sem um tempolinear. O Comendador, de Armando Lacerda, mostra a vida deJoaquim Alves de Oliveira, na interpretação de Paulo CésarPeréio. E Por Longos Dias, de Mauro Giuntini, exibe umavisão poética do MST.O Curta Petrobras às Seis começou em março de 1999 emapenas uma sala do Espaço Unibanco de Cinema SP (sem opatrocínio da Petrobras), exibindo programações temáticasdiariamente. Atualmente, é exibido em 14 salas de 13 cidadesbrasileiras. Em 2002, salas de cinema da rede Cinemark, UCI eHoyts General Cinema passaram a fazer parte do projeto. Em seusdois primeiros anos (2001 e 2002), o projeto, patrocinado pelaPetrobras através da Lei Rouanet, levou 109 mil espectadores aocinema, em apenas cinco cidades, com a lotação atingindo 90% dassalas.Curta Petrobrás às Seis. Em Curta Noel Rosa, os filmesBar Babel, de Antonio Augusto Freitas; Polêmica, de AndréLuiz Sampaio; Cantor de Samba, de Alexandre Dias. Diariamente,às 18 horas. Grátis. Espaço Unibanco 5. Rua Augusta, 1.475, SãoPaulo, tel. 288-6780.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.