Jean-Paul Pelissier/Reuters
Jean-Paul Pelissier/Reuters

Um dos atores mais premiados do mundo, Sean Penn faz 55 anos

Ele protagonizou filmes como 'Milk', dirigiu 'Na Natureza Selvagem', foi casado com Madonna e ainda tem muito desafio pela frente

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2015 | 19h02

Nascido em Santa Monica, na Califórnia, em 17 de agosto de 1960, o leonino Sean Justin Penn, que o público conhece somente como Sean Penn, criou-se numa família de artistas. O pai, Leo Penn, era diretor, a mãe, Eileen Ryan,é atriz. O casal teve três filhos – Sean e Chris, atores (e o segundo morreu prematuramente); Michael, músico.

Como Robert De Niro, que também aniversaria em 17 de agosto, estreou aos 21 anos – no filme Toque de Recolher. Os primeiros filmes – Picardias Estudantis, Juventude em Fúria –, desenharam para ele um tipo de personagem desajustado e violento.

Aos 25 anos, casou-se com Madonna. Permaneceram casados até 1989 e durante os quatro anos de ligação fizeram a delícia dos paparazzi. Brigavam feito cão e gato. Certa vez, ele a agrediu publicamente com taco de beisebol. Em outra, amarrou-a numa cadeira durante nove horas e só a libertou, conta a lenda, depois de obter dela um favor sexual ‘degradante’. Madonna deve ter esquecido tudo isso porque domingo, ao completar 57 anos – também é leonina –, postou uma foto do tempo em que estavam juntos, no maior love. Em entrevistas, ela já disse que Sean Penn foi o homem de sua vida.

Ele talvez seja um dos atores mais premiados do mundo. Ganhou duas vezes o Oscar (por Sobre Meninos e Lobos e Milk – A Voz da Igualdade, em 2004 e 2009), o Globo de Ouro (por Milk) e o SAG Award (também por Milk). Ganhou também um César, o Oscar francês, e um Bafta especiais. E foi melhor ator nos festivais de Veneza e Cannes com filmes de Alejandro González-Iñárritu (21 Gramas) e Paolo Sorrentino (This Must Be the Place/Aqui É o meu Lugar).

Além do casamento com Madonna, Sean Penn foi casado com Robin Wright, mãe de seus filhos Dylan Frances e Hooper Jack. Depois de se divorciar da segunda, abriu mão do casamento e tem ficado com algumas das mais belas mulheres e atrizes da indústria. A atual é Charlize Theron.

Dirigiu um belo filme, Na Natureza Selvagem. E é talvez o mais conhecido ativista de Hollywood na atualidade. Foi um notório opositor da Guerra do Iraque, apoiou a candidatura de Barack Obama e o casamento gay, e participou do enterro do presidente Hugo Chávez, na Venezuela, em companhia de outro ativista por direitos civis, o reverendo Jesse Jackson.

Pecados de Guerra (1989)

Uma Lição de Amor (2001)

Sobre Meninos e Lobos (2003)

21 Gramas (2003)

Milk - A Voz da Igualdade (2008)

Tudo o que sabemos sobre:
CulturaCinemaSean Penn

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.