Um besteirol para os fãs do gênero

Kevin Smith surpreendeu agradavelmente ao irromper na produção independente americana com um olhar novo em O Balconista, manteve o encanto em Procura-se Amy, mas decepcionou justamente com aquele que parecia ser seu filme mais ambicioso: Dogma, uma confusadiscussão teológica envolvendo anjos desgarrados. Dogma,apesar de sua pretensão, era o legítimo besteirol. Smith deveter percebido isso. Não é por acaso que assina O Império (doBesteirol) Contra-Ataca, que estréia amanhã em São Paulo.Um filme desses só pode ser piada. Você talvez tenhavisto, há pouco, Este não É mais Um Besteirol Americano.Apesar do título, o filme era (um besteirol). O império queagora contra-ataca é, comparativamente, mais divertido einteligente, mas, claro, você precisa ter um mínimo de afinidadecom o trash.Há em Smith uma forte atração pela América suburbana.Ele próprio, como seus personagens, vem do subúrbio. Talvez issoexplique alguma coisa: a atração pelo universo dos quadrinhos,por exemplo. O repúdio do universo da alta cultura, também. Opróprio Smith interpreta Silent Bob, um tipo que, para fazerjustiça ao nome, só pode ser taciturno. Silent Bob é um típicopersonagem das comédias de adolescentes, mas não é o único emO Império (do Besteirol). Há também o desbocado traficantede maconha que Jason Mewes interpreta com graça pueril.A história parece querer apropriar-se do título dodocumentário de Jonathan Demme sobre a turnê dos Talking Heads:Stop Making Sense. Lá, tudo fazia sentido e o filme é um dosmelhores sobre rock. Aqui, nada faz muito sentido. O Império(do Besteirol) é uma sucessão ininterrupta de piadas picantes(e quase todas politicamente incorretas), que começa quando Jaye Silent Bob, os protagonistas, põem o pé na estrada.Ambos saem de New Jersey, rumo a Hollywood, com a firmedisposição de impedir que o gibi neles inspirado - Bluntman &Chronic - vire veículo para dois astros que estão na crista daonda. Smith invade os bastidores do cinema americano e despejasua bílis contra a internet. Ele oferece pequenos papéis aatores que já trabalharam com ele (Ben Affleck e Matt Damon) etambém à dupla que fez O Império Contra-Ataca, que já foi osegundo filme e hoje é o quinto da série Star Wars,produzida por George Lucas (Mark Hamill e Carrie Fisher). Nãoespere maravilhas, mas, se entrar no espírito do besteirol, vocêvai rir.O Império de Besteirol Contra-Ataca (Jay And SilentBob Strike Back) - Comédia.Dir. Kevin Smith. EUA/2001. Dur. 120min. 16 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.