Último dia para assistir a "Antes do Anoitecer"

Esta segunda-feira, 23 de outubro, é o último dia para ver no cinema o belíssimo Antes do Anoitecer, filme que concorre no módulo Competição Novos Diretores da 24ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Sim, existem outras dezenas de ótimos filmes na Mostra, então por que prestar atenção nesta produção, a última do americano Julian Schnabel?Primeiro, por que se trata de uma das obras mais líricas e profundas dessa Mostra. Pudera: seu mote é a autobiografia que o escritor cubano Reinaldo Arenas deixou antes de morrer de aids em 1990, publicada três anos depois. Cenas tomadas pelas cores vivas e sensuais de Cuba reproduzidas no México, e poeticamente conduzidas pelas palavras suaves de Arenas, dão um tom especialmente belo ao filme. Arenas foi perseguido pelo regime de Fidel por ser homossexual e também por suas obras serem consideradas "anti-revolucionárias". Acabou saindo do país e foi morar nos Estados Unidos em 1980.Além disso, Schnabel demonstra um grande amadurecimento desde seu primeiro filme, Basquiat - Traços de uma Vida, de 1996. Artista plástico, Schnabel começou sua carreira no cinema com a biografia do também artista haitiano Basquiat - e talvez pela semelhança de linguagens ou pela própria vida esgarçada do pintor, o filme tornou-se uma obra excessivamente panfletária, muito presa às sensações do biografado.Antes... é mais solto, mais autoral. É um filme em que se percebe a exposição sem medo de Schnabel. "O que sempre quis foi filmar algo muito belo, ainda que a vida de Arenas fosse sempre sofrida", disse Schnabel em sua rápida passagem por São Paulo, neste fim de semana. "Busquei inspiração nas obras dele, que são muito líricas, onde ele contrapõe as amarguras da vida e as emoções do coração de um jeito muito bonito".Terceiro motivo: o ator que interpreta Arenas, Javier Bardem - mais conhecido dos brasileiros por Carne Trêmula, de Pedro Almodóvar - está surpreendente no papel, à vontade com o discurso literário e com a sexualidade constante no filme. Pelo seu trabalho, ganhou como melhor ator no Festival de Veneza deste ano, e é cotado para o Oscar de 2001.Por último, o filme corre grande risco de não entrar em circuito, pelo menos logo que acabe a Mostra Internacional. Não está nas previsões das principais distribuidoras trazer o filme até janeiro próximo.Depois de uma grande maratona de promoções, Schnabel disse que veio ao Brasil pelo carinho que tem ao povo brasileiro (já esteve em São Paulo para promover Basquiat). Cansado (desde o começo do ano circula em festivais), voltou ontem aos EUA. "Mas valeu a pena pegar quatro aviões para visitar o país", disse. O filme vai embora mais tarde, e resta a oportunidade.Antes do Anoitecer (Before the Night Falls), de Julian Schnabel. Com Javier Bardem, Olivier Martinez, Andrea Di Stefano, Johnny Depp, Sean Penn, e Hector Babenco. EUA, 125 min. No Cinearte 1, Hoje (23/10) às 23h30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.