"Triplo X" renova o cinema de ação

O filme de ação mais comentado dosúltimos tempos está conseguindo superar as expectativas epromete renovar o gênero em Hollywood. Triplo X, que temestréia prevista para setembro no Brasil, arrecadou US$ 46milhões em apenas três dias nos cinemas americanos, confirmandoo status de super-astro de Vin Diesel e garantindo o poder dofranchising - duas continuações já estão agendadas. Sobe tambémo diretor Rob Cohen, de Velozes e Furiosos, que mostrou serum dos mais antenados e criativos nomes da indústria atual.Triplo X define um novo padrão para os thrillers movidos aadrenalina no cinema americano. Se John Woo renovou as cenas deperseguições e os irmãos Wachowsky fizeram bom uso da tecnologiapara recriar as lutas nos anos 90, Cohen encontrou a linguagemcorreta para se comunicar com a novíssima geração. EmboraTriplo X seja um filme que esportistas quarentões devemgostar, o apelo está principalmente entre os jovens viciados emmanobras radicais e videogames. É o filme para a geração dosX-Games, do bungee jump e do skate. Até porque vários nomesrespeitados dos esportes, como Tony Hawk e Mat Hoofman, aparecemna fita e trabalharam como consultores na produção.No filme, Vin Diesel (que apareceu também em Eclipse Mortale O Resgate do Soldado Ryan) é Xander Cage, que vive derodar vídeos de peripécias ilegais envolvendo carros roubadosque são atirados de pontes, sempre com muito perigo e adrenalina. Ele acaba sendo obrigado a mudar de ladopara ajudar a desbaratar uma quadrilha de terroristas na Europa.O ator, que ganhou US$ 10 milhões pelo trabalho e já temgarantido um cheque de US$ 20 milhões para aparecer no próximo,impressiona pela habilidade em dominar técnicas de motocross,snowboarding, escalada e paraquedismo, entre outras.Até o diretor ficou impressionado com a versatilidade de Diesel,com quem ele já havia trabalhado em Velozes e Furiosos, um thriller ambientado no mundo das corridas de carro, que faturouUS$ 145 milhões só nos Estados Unidos). "Em vários momentoscheguei a me arrepender de ter concordado com que ele mesmofizesse as cenas", disse Cohen em entrevista à Planet Pop."Quando você tem seu ator pulando com uma motocicleta por cimade fogueiras e cinco helicópteros sobrevoando o local, você sabeque, no fundo, algo pode sair errado."Além das bem orquestradas cenas de ação, Triplo X tambémconvence na construção do personagem de Diesel. Até as tatuagenspintadas nos braços do ator tiveram a supervisão de esportistasreais, enquanto o styling mostra uma boa mistura de roupasusadas em práticas reais.Cohen tira proveito de sua eclética experiência de mais de 30anos no mundo do cinema. Como produtor, ele foi responsável peloclássico da era disco Até Que Enfim é Sexta-Feira e o hitdos anos 80 As Bruxas de Eastwick. Foi para trás dascâmeras em Os Maiorais, sobre a vida de Frank Sinatra, SammyDavis Jr e Dean Martin, e Sociedade Secreta. Com o sucessode Triplo X, que já estava sendo considerado um blockbustermesmo antes de chegar aos cinemas americanos, ele ganha tambémum novo problema: superar a produção em suas duas seqüências."Não tenho a menor idéia de como vamos fazer isso", confessa."Mas eu garanto que vamos dar um jeito." O segundo filme dasérie começa a ser rodado no início de 2003 no sudoeste daÁsia.

Agencia Estado,

12 de agosto de 2002 | 15h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.