Tribunal condena produtor de filme anti-Islã a um ano de prisão nos EUA

Um homem da Califórnia que cumpriu pena por fraude bancária foi enviado de volta para a prisão nesta quarta-feira por violar a liberdade condicional ao participar da produção de um filme anti-Islã que provocou protestos inflamados em todo o mundo islâmico contra os Estados Unidos.

Reuters

07 de novembro de 2012 | 21h32

O cristão copta nascido no Egito, que foi publicamente identificado como Nakoula Basseley Nakoula, mas cujo nome legal é Mark Basseley Youssef, admitiu ter violado a liberdade condicional várias vezes durante uma audiência na Corte Distrital em Los Angeles.

Pelo menos uma das violações envolveu o uso de um pseudônimo, Sam Bacile, um nome que muitos atores do filme disseram que ele usou na produção do vídeo, lançado sob o título "A Inocência dos Muçulmanos".

(Reportagem de Brandon Lowery)

Tudo o que sabemos sobre:
FILMEISLAPRENDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.