Divulgação
Divulgação

Tom Hardy, futuro inimigo do Batman, confirma boa fase em 'Warrior'

Após problemas com drogas no início da carreira, ator reencontrou o caminho da fama com 'A Origem', no ano passado

EFE

08 de setembro de 2011 | 19h17

LOS ANGELES (EFE) - Tom Hardy, ator que irá encarnar o próximo inimigo do homem-morcego em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, estreia nesta sexta-feira nos Estados Unidos o filme Warrior, que propõe um olhar íntimo e reflexivo ao mundo das artes marciais mistas.

 

Hardy é um verdadeiro sobrevivente. O ator inglês vive um momento de ouro em Hollywood, mas, para chegar ao estrelato teve que superar anos de delinqüência, alcoolismo e dependência de drogas.

 

'Sou extremamente sortudo. Estou contente simplesmente por estar vivo', admitiu o ator londrino de 33 anos em entrevista coletiva.

 

'No começo da minha carreira experimentei a fama e acabei de bruços em uma clínica de reabilitação. Dez anos depois, estou aqui e não penso em retornar ao passado', acrescentou.

 

Hardy declarou que precisou aumentar suas dimensões para encarnar Bane, o inimigo de Batman. Embora seja proibido por contrato falar sobre o filme, o ator não se intimidou ao explicar os motivos que os leva encarnar personagens durões e malvados.

 

'Eu sempre julgo meus personagens. Escolho as características que me inspiram e me interessam como ocorreu com Bronson. Encontro coisas que me divirtam, que me fazem rir ou que me dão medo, e tento refletir para que as pessoas sintam o mesmo', considerou.

 

Bronson (2008), de Nicolas Winding Refn, é tido como o melhor trabalho de sua carreira, que começou a despontar com papéis na minissérie Band of Brothers (2001) e no filme Falcão Negro em Perigo, de Ridley Scott (2001).

 

Após conseguir grande popularidade ao participar de A Origem (2010), de Christopher Nolan, e agora em Warrior, o ator, segundo a crítica especializada, poderia entrar na disputa por vários prêmios com seu personagem Tommy Conlon, um ex-fuzileiro naval.

 

Após 14 anos longe de casa, Conlon retorna a sua casa com intenção de participar de uma competição de artes marciais mistas e cumprir a promessa feita ao seu companheiro na guerra do Iraque. Para conseguir o objetivo, Conlon pede ajuda ao seu pai e seu ex-treinador.

 

O filme, dirigido por Gavin O'Connor (Força Policial), é estrelado também por Joel Edgerton, Jennifer Morrison e Nick Nolte, também cotado para receber indicações aos prêmios.

 

'Tínhamos que treinar demais e comer muito frango', brincou Hardy, que praticou boxe, muay thai e jiu-jitsu, e chegou a filmar por até 16 horas seguidas durante as gravações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.