Paramount Pictures
Paramount Pictures

Tom Cruise conquista sua melhor estreia nos EUA com 'Top Gun: Maverick'

Filme está em quarto lugar, atrás de 'Homem-Aranha: Sem Volta para Casa', 'Doutor Estranho no Multiverso da Loucura' e 'Batman'

EFE, Redação

01 de junho de 2022 | 16h34

Top Gun: Maverick, a sequência do clássico dos anos 1980, se tornou um dos melhores lançamentos nos Estados Unidos nos últimos anos no último final de semana, arrecadando US$ 160 milhões, o que representa também a melhor estreia da carreira de Tom Cruise no país.

O bom desempenho do filme, que foi apresentado no Festival de Cannes, tem sido sustentado por excelentes críticas e uma data de lançamento estratégica: o fim de semana no qual os EUA comemoram o Memorial Day e que tem a segunda-feira como feriado em todo o país.

Assim, em apenas quatro dias e somando as receitas em outros mercados, o estúdio Paramount + conseguiu recuperar seu investimento de mais de US$ 170 milhões no filme, estrelado por Cruise e dirigido por Joseph Kosinski (Tron: O Legado).

A sequência, que chega 36 anos após a estreia do filme original, superou em muito a estreia de Top Gun em 1986, que só faturou US$ 8 milhões em seu primeiro fim de semana, segundo registros do portal Box Office Mojo.

"Vi o primeiro filme quando era criança, aos 12 anos, e fiquei muito impressionado com o estilo de Tony Scott, mas também sabia que tinha que fazer do meu jeito, que tinha que levar a história para o futuro e não olhar para trás", disse Kosinski em entrevista recente à Agência Efe.

Franquias de ação e super-heróis provaram ser o remédio infalível para os cinemas, profundamente afetados pelo fechamento durante a pandemia.

Até agora neste ano, Top Gun: Maverick é a quarta maior estreia, atrás de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (US$ 260 milhões), Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (US$ 187 milhões) e Batman (US$ 134 milhões em um fim de semana normal). 

 

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaTom Cruise

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.