Tina Fey mergulha no mundo do cinema

Ela é conhecida como a humoristapolítica e jornalisticamente sagaz de "Saturday Night Live", oprograma de esquetes cômicos que ajudou a lançar seu seriadocômico "30 Rock". Agora Tina Fey espera aproveitar esse sucesso televisivo natela grande, com seu primeiro papel importante no cinema -- em"Baby Mama", um olhar bem-humorado sobre uma solteira que pagaa outra mulher para ser sua "barriga de aluguel". O filme fazsua estréia mundial nesta quarta-feira em Manhattan, noFestival Tribeca de Cinema. Fey, 37 anos, virou sensação cômica feminina depois de serpremiada com o Emmy e o Globo de Ouro. Ela foi a primeiramulher a ser a roteirista principal de "Saturday Night Live",escreveu o roteiro e atuou em "Meninas Malvadas", de 2004, e écriadora, estrela e produtora executiva de "30 Rock". Mas ela disse que não aposta no mesmo sucesso para seufilme, nem sabe se o sucesso atual que está desfrutando vaidurar. "As coisas estão indo bem neste momento, mas soupragmática", disse ela em entrevista recente à Reuters. "Semprepenso: 'Preciso estar pronta para um silêncio prolongado'. Nãodá para ser a garota nova do pedaço para sempre. Espero que aparte de ter trabalho duro continue." A autodeclarada nerd no colegial que cresceu assistindo aartistas como Mary Tyler Moore e Benny Hill disse que tomacuidado para não deixar que a popularidade afete seu ego. "Seria tolice pensar 'todo o mundo descobriu que eu sourealmente maravilhosa"', disse Fey, que burilou seu talentohumorístico no início dos anos 1990 na famosa trupe deimprovisação cômica The Second City, em Chicago. "Dá pra curtiro hype sem se deixar levar por ele." "Baby Mama" tem no elenco uma antiga colega de elenco deFey em "Saturday Night Live", Amy Poehler. O filme foi escritoe dirigido por outro roteirista do programa, Michael McCullers. Fey, que é casada e tem uma filha de 2 anos, disse que énatural trabalhar com seus velhos amigos e que não se preocupacom as críticas recebidas por ter feito um filme comercial. "Isso não quer dizer que me vendi", disse. Sua sitcom "30 Rock", co-estrelada por Alec Baldwin, ébaseada aproximadamente em sua vivência no "Saturday NightLive", e seu papel de produtora de televisão escrupulosa guardasemelhanças com ela própria. "Sou muito como meu personagem. Adoro regras", disse Fey."Acho que, sob esse aspecto, sou o oposto de outroscomediantes." Ela está filmando uma participação pequena num filme dohumorista britânico Ricky Gervais, criador de "The Office", epretende continuar com "30 Rock".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.