Tim Robbins analisa cenários na Venezuela para futuros filmes

Ator visitou a Villa do Cinema venezuelano para conhecer instalações e 'empreender uma possível produção'

Efe,

08 de junho de 2010 | 17h03

O ator e escritor norte-americano Tim Robbins visitou na segunda-feira, 9, a Villa do Cinema venezuelano para conhecer suas instalações e "empreender uma possível produção" no país, segundo informaram fontes governamentais.   Robbins, que ganhou em 2003 o Oscar de melhor ator coadjuvante com Sobre Meninos e Lobos, percorreu alguns lugares venezuelanos "que poderiam servir de cenário para seus projetos cinematográficos", informou um comunicado do Ministério de Comunicação e Informação da Venezuela.   A cidade de Coro (oeste), nomeada Patrimônio Histórico da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 1993, e os Médanos, um parque nacional desértico de mais de 42 mil hectares, foram alguns dos lugares visitados por Robbins, assinalou o comunicado oficial.   O astro, de 40 anos e conhecido por seu ativismo político contra o governo do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, celebrou o "apoio" que a Villa do Cinema "outorga a diretores novatos", assim como o "fomento" à continuidade de produtores veteranos.   O ator se reuniu com os responsáveis da Villa do Cinema, uma fundação estadual situada nos arredores de Caracas e criada em 2006, que recebeu só, em 2007, cerca de US$ 19,68 milhões de financiamento do Estado.   O governo venezuelano criou a Villa do Cinema para fazer frente ao que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, chamou de "ditadura de Hollywood", através do fomento do cinema nacional e a compra de produções estrangeiras independentes.

Tudo o que sabemos sobre:
Tim RobbinsVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.