Divulgação
Divulgação

Thomas Cailley leva três prêmios na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes

O francês Les Combattants é o primeiro longa do diretor; português A Caça Revoluções é o melhor curta

EFE

23 de maio de 2014 | 20h59

O francês Les Combattants, o primeiro longa de Thomas Cailley, levou nesta sexta três dos principais prêmios da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes.

No elenco do filme, uma história de amor e sobrevivência, estão Kevin Azaïs e Adèle Haenel. A produção levou os títulos do Art Cinema Award, o Label Europa Cinema e o da Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos.

O título de melhor curta foi para a portuguesa Margarida Rego por A Caça Revoluções, enquanto Trece Si Prin Perete, de Radu Jude, recebeu uma menção honrosa do júri.

Ficou sem prêmios Refugiado, do argentino Diego Lerman, que cativou o público em sua estreia com uma trama sobre a fuga de Laura (Julieta Díaz) e seu filho Matías (Sebastián Molinaro) dos golpes de um padre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.