Telecine Pipoca exibe <i>Querida Wendy</i>, com Bill Pullman

O ator Bill Pullman foi questionado por fãs brasileiros na semana passada, em Manaus, onde foi jurado do Amazonas Film Festival, sobre qual seu ritual de preparação para um papel. Ele brincou: ?Nada como estar concentrado no personagem. Nada melhor que acordar e fazer perfeitamente a barba, tranqüilo, seguro de meu papel, não importando a confusão que possa estar no set.? Se ele estava pensando em Querida Wendy (Telecine Pipoca, às 22 h), não poderia estar mais correto. Pullman, que contou que vai ?pedir um papel? a Walter Salles no próximo filme do brasileiro, On the Road (de Jack Kerouac), está ótimo como o policial asqueroso, de uma cidade qualquer da América Profunda, que persegue um grupo de garotos e garotas, reprimidos por uma sociedade austera e hipócrita, que adoram a ?querida Wendy?. A adorada, no entanto, é uma arma. Esses adolescentes se auto-intitulam pacifistas, mas têm mais fascínio que repulsa pelas armas neste contraditório, porém contundente e imperdível filme do dinamarquês Thomas Vinterberg. Questionado por que pacifistas usam armas, o diretor disse não ter resposta. ?A contradição é o próprio conceito do filme. É antiviolência, é antiarmas de fogo e em todo o mundo elas fascinam muita gente.?

Agencia Estado,

20 Novembro 2006 | 10h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.