Telecine Pipoca exibe <i>Johnny e June</i>, com Joaquin Phoenix

E não é que Joaquin Phoenix conseguiu sair-se um ótimo Johnny Cash em Johnny e June (às 18h55 no Telecine Pipoca)?. Esse lindo filme dirigido por James Mangold concorreu a vários Oscars e rendeu um deles à certinha Reese Witherspoon (que está, de fato, maravilhosa no papel de June). Mas quem está mesmo impagável é Phoenix, que até canta, e bem, e foi indicado para o Oscar também, mas perdeu para Philip Seymour Hoffman (que levou, merecidamente, o prêmio por Capote). Johnny e June conta justamente a história que começou em 1950, quando uma ainda não muito famosa Judy Holliday ganhou o prêmio de melhor atriz por seu papel na comédia Nascida ontem, de George Cukor. Era o ano em que Bette Davis, por A Malvada, de Joseph Mankiewicz, e Gloria Swanson, por Crepúsculo dos Deuses, de Billy Wilder, concorriam, com duas das maiores interpretações femininas da história. Mas June provou por que, além do prêmio, mereceu o amor incondicional de Johnny. O filme, aliás, ganha força ao revelar não só o nascimento do amor entre os dois, mas o porquê da persona perturbada e controversa de Cash. O cantor aprendeu a cantar com a mãe religiosa, que sofria com a violência do pai, e nunca superou o trauma provocado pela morte do irmão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.