Telecine Cult exibe <i>A Noite</i>, de Antonioni

No começo dos anos 60, Michelangelo Antonioni transformou o silêncio numa das mais belas artes em filmes que esculpiram uma trilogia da incomunicabilidade - A Aventura, A Noite e O Eclipse tratam da alienação burguesa. Contam histórias de homens e mulheres incapazes de criar laços duradores.Contar? Histórias? Se há uma coisa que o cinema de Antonioni não é, nunca foi, é narrativo, no sentido tradicional. Mais que histórias, ele cria blocos de cenas que vivenciam climas. É o que você poderá confirmar assistindo a A Noite, no Telecine Cult, às 16h40. Se você não estiver muito disposto a realizar esse mergulho existencial ou se precisar relaxar, depois, o próprio Telecine Cult exibe, às 20h30, Marinheiro por Encomenda, comédia clássica de Buster Keaton, o famoso homem que nunca ria.Jeanne Moreau e Marcello Mastroianni interpretam o casal, Giovanni e Lídia. O filme atravessa um dia e uma noite, uma festa em que nada acontece. Termina numa aurora que não traz nenhuma promessa de felicidade. Lídia lê uma carta de amor. Giovanni, que é escritor, acha que é linda. Pergunta quem escreveu. Não se lembra que foi ele. Antonioni fez um filme que permanece, 45 anos depois, um monumento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.