Jean-Paul Pelissier/Reuters
Jean-Paul Pelissier/Reuters

Tarantino, que era esperado na terça-feira, aparece de surpresa em Cannes

A previsão era que o diretor estivesse no festival somente na terça, quando apresenta seu filme 'Era uma Vez... em Hollywood', mas Quentin Tarantino disse ter vindo antes em apoio a filmes chineses

Redação, AFP

18 de maio de 2019 | 18h04

Ele não era esperado antes da próxima terça-feira, 21, dia da projeção de seu novo filme, Era uma Vez... em Hollywood, mas Quentin Tarantino apareceu no sábado, 18, no tapete vermelho de Cannes, acompanhado da sua mulher, a cantora israelense Daniella Pick.

Com a nova produção, estrelada por Brad Pitt e Leonardo DiCaprio, o cineasta americano competirá mais uma vez pela Palma de Ouro, 25 anos após ter sido premiado com Pulp Fiction - Tempo de Violência, em 1994.

Sorridente, Tarantino assistiu à projeção de The Wild Goose Lake, do chinês Diao Yinan, que aborda a relação entre o líder de uma gangue em busca de redenção e uma prostituta.

"Estou aqui por fraternidade entre cineastas, sempre apoio os filmes chineses", afirmou Tarantino, antes de ser ovacionado no histórico Palácio dos Festivais onde são apresentados os filmes que concorrem à Palma de Ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.