Sakchai Lalit/AP
Sakchai Lalit/AP

Tailândia proíbe filme baseado em obra de William Shakespeare

Governo afirma que decisão é para evitar divisões políticas na população do país asiático

Com informações da Reuters e da AP,

04 de abril de 2012 | 18h38

Censores da Tailândia baniram a exibição de um filme inspirado na peça Macbeth, do dramaturgo inglês William Shakespeare, argumentando que o longa pode causar divisões na população do país que vive uma trégua instável após vários anos de levantes, muitos deles sangrentos, e de polarização política.

O filme proibido, que tem como título Shakespeare tem que Morrer (em tradução livre para o português), narra a história de um grupo teatral que vive em um país fictício muito parecido com a Tailândia. A companhia prepara a apresentação de Macbeth, na qual um ambicioso general planeja a morte do rei para chegar ao trono da Escócia e realiza vários assassinatos para se manter nele.

O trailer do filme, dirigido por Ing Kanjanavanit, mostra cenas do passado recente da Tailândia que inclui uma repressão a protestos de estudantes em 1973 e confrontos de rua entre militares e manifestantes anti-governo nos quais 91 pessoas morreram em 2010.

"Eu fiquei chocada. Não esperava que este filme fosse banido", disse Ing Kanjanavanit à agência Reuters. A diretora relatou que os censores perguntaram se ela queria mudar o atual sistema político. "Nós fizemos um filme shakespeareano porque estamos vivendo em tempos shakespeareanos. As pessoas acham a verdade em forma ficcional ameaçadora", conta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.