Susan Sarandon critica governo americano em Mar del Plata

Estrelas de cinema como Susan Sarandon, Tim Robbins, Juliette Binoche e o elenco do premiado filme argentino A História Oficial arrancaram aplausos na abertura do festival de Mar del Plata.O público que viu a cerimônia demonstrou sua admiração pelos atores estrangeiros convidados da 21.ª edição da mostra de categoria A (competitiva), a única da América, em que 18 filmes aspiram ao prêmio Astor de Ouro.O casal formado pelos atores norte-americanos Tim Robbins e Susan Sarandon ganhou o apoio das centenas de convidados quando reivindicou a luta dos argentinos para saber o que ocorreu com os desaparecidos na última ditadura militar. "Não importa quão violento possa ser um governo, a verdade sempre triunfará no final", disse Tim Robbins. Sua mulher, protagonista de filmes de sucesso como Thelma e Louise, recebeu uma menção honrosa e mostrou-se contente porque todos conseguiam expressar, no festival, idéias pessoais sobre temas polêmicos. Ela acrescentou que os americanos são "ignorantes" sobre o que acontece no mundo e "em seu próprio país".A atriz francesa Juliette Binoche - cujo filme Maria, do norte-americano Abel Ferrara, será exibido no festival - também foi merecedora de de aplausos, assim como o ator argentino Ricardo Darín, que ganhou um Astor de Ouro. Este prêmio quis destacar a excelente carreira no exterior do protagonista de filmes tão elogiados como Nove Rainhas.A homenagem feita ao filme A História Oficial, que narra o drama das crianças roubadas de casais que desapareceram por causa da repressão militar da última ditadura argentina (1976-1983), foi um dos momentos mais emotivos da cerimônia. O diretor do filme, Luis Puenzo, subiu ao palco junto com o elenco. Estela de Carlotto, presidente da organização Avós da Praça de Maio, destacou que o filme contribuiu para que na Argentina e em outros países houvesse reflexão sobre o período de crueldade e terror iniciado com o golpe militar do 24 de março de 1976. Luis Puenzo lembrou que já são 82 as crianças recuperadas, que hoje são pessoas de aproximadamente 30 anos, muitas das quais decidiram iniciar laços com suas famílias biológicas.A abertura do festival, realizada em Mar del Plata - 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires -, terminou com a exibição do filme na competição A Selvagem e Azul Distância.

Agencia Estado,

10 de março de 2006 | 15h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.