Surpresa para produtores, 'Ratatouille' é favorito ao Oscar

Quando os produtores de "Ratatouille" começaram a fazer o filme, eles se questionaram quem em sã consciência pagaria para assistir a um filme animado sobre um rato cozinhando em um restaurante francês de alto nível. "Ainda estamos nos perguntando isso", disse o produtor Brad Lewis, apesar de o filme da Disney/Pixar ter rendido 620 milhões de dólares nas bilheterias mundiais, e apesar das previsões que vá conquistar o Oscar de melhor filme de animação de 2007 neste domingo. O especialista nos Prêmios da Academia Tom O'Neil descreveu o filme como "o maior queijo do concurso. 'Ratatouille' lidera o ranking crítico entre todos os filmes deste ano: 93 por cento dos críticos gostaram. Deveria ter sido indicado para o prêmio de melhor filme". Até hoje apenas um desenho animado foi indicado ao Oscar de melhor filme: "A Bela e a Fera", de 1991, mas não levou o prêmio. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas criou uma categoria separada para os longas-metragens de animação e começou a indicar filmes nesse quesito em 2001. "Ratatouille" é considerado o favorito na disputa deste ano, mas enfrenta a concorrência forte de "Persépolis", filme francês sobre a revolta de uma estudante contra a repressão às mulheres no Irã islâmico, e "Tá Dando Onda", sobre pinguins surfistas. Os três filmes conquistaram o respeito da crítica e elogios de outros animadores. As autoridades francesas gostaram tanto de "Persépolis" que o escolheram como candidato da França ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira, mas ele não foi indicado na categoria e acabou sendo indicado para o Oscar de melhor animação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.