Superman - O Retorno estréia nesta quarta-feira nos EUA

Depois 20 anos de ausência, o Supermanvolta, nesta quarta-feira, às telas do cinema norte-americano disposto asuperar sua maldição e a ausência de Christopher Reeve. "A única maldição seria não fazer o Superman e depois mearrepender disso", não se cansa de repetir o jovem ator BrandonRouth, o novo "homem de aço". Com Routh como ator principal e sob a direção de Bryan Singer, oprimeiro filme do Superman desde 1987 é um acontecimento. Brandon Routh tem 26 anos, a mesma idade que tinha Reeve quandohá três décadas vestiu pela primeira vez o uniforme azul e vermelhodo "homem de aço" e os óculos de armação grossa de seu alter-egohumano, Clark Kent. Agora, este jovem ator herdou o traje e os óculos para uma novareencarnação de um herói criado no mundo da história em quadrinhos eque a julgar por sua aparência, Routh nasceu para interpretar. "Eu não me iludo. Se eu não fosse parecido com Reeve, não teriamme contratado", admite o inexperiente ator. Os envolvidos na produção de Superman - O Retorno reconhecemtodo o respeito por Reeve, vítima de um acidente de equitação que oparalisou durante uma década até a sua morte em 2004. Routh chegou a conhecer a viúva de Reeve, Dana (falecida decâncer no início do ano), que lhe deu a benção para o papel. Mesmo com a expectativa sobre a estréia do filme nos cinemasamericanos, os produtores sentem a pressão da maldição que aindapesa sobre Superman - O Retorno: os gastos. Com um orçamento inicial de US$ 200 milhões, o custo do filmesubiu em seguida para US$ 250 milhões, mesmo com os incentivosfiscais que recebeu na Austrália, país onde foi rodado. A esta quantia, é preciso somar cerca de US$ 50 milhões que osestúdios Warner investiram nas diferentes encarnações do Super-Homemao longo de quase uma década de tentativas de devolver a vida aoherói. Além disso, outros US$ 100 milhões foram gastos na campanhapublicitária, que ataca em todas as frentes. O primeiro retorno, o da crítica especializada, foi satisfatório. Até o momento, os especialistas em cinema gostaram da nova versão do"homem de aço". Resta agora a aprovação do público, que terá que deixar nabilheteria mundial mais de US$ 600 milhões se quiser que a indústriacinematográfica sinta que a ressurreição do Super-Homem realmentevaleu a pena. Superman - O Retorno estréia no dia 14 de julho no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.