Reuters
Reuters

Steve Jobs convidou Aaron Sorkin a escrever um filme para a Pixar

Poucos meses antes de sua morte, o co-fundador da Apple telefonou para o premiado roteirista pedindo que ele participasse de um projeto com os estúdios de animação Pixar

estadao.com.br,

11 de outubro de 2011 | 16h41

SÃO PAULO - O premiado roteirista Aaron Sorkin revelou, em artigo publicado nesta semana na revista Newsweek, que Steve Jobs pediu que ele escrevesse um roteiro para um novo filme dos estúdios de animação Pixar, companhia que o falecido co-fundador da Apple adquiriu em 1986.

 

No início do ano, o roteirista venceu o Oscar de melhor roteiro original por seu trabalho em A Rede Social, longa sobre a criação do Facebook.

 

No currículo do escritor também estão as séries de TV West Wing e Studio 60.

 

Sorkin conta que, após declarar publicamente sua admiração pelos produtos da Apple, começou a receber ligações de Steve Jobs.  

 

Leia abaixo um excerto da última conversa entre os dois, em que Jobs menciona que gostaria que o escritor assinasse o roteiro de um longa para a Pixar, estúdio que coleciona uma impressionante marca de filmes bem-sucedidos tanto em crítica quanto em bilheteria, como Procurando Nemo, Monstros S.A., Up - Altas Aventuras e a franquia Toy Story.

 

O Telefonema

 

Aaron Sorkin: Amo os filmes da Pixar, e vi todos eles pelo menos duas vezes. Mas não seria se eu seria certo para este trabalho.

 

Steve Jobs: Por que não?

 

Aaron: Acho que não consigo fazer objetos inanimados falarem.

 

Steve: Uma vez que você fizer eles falarem, deixarão de ser inanimados.

 

Aaron: A verdade é que não sei contar esse tipo de história. Tenho uma filha pequena que ama os filmes da Pixar, e ela vai ficar doida quando eu contar que estou escrevendo um. Não quero desapontá-la e escrever o único filme ruim da história da Pixar.

 

(Longo silêncio)

 

Steve: Uau... escreva sobre ISSO.

 

Aaron: Steve-

 

Steve: Por que você não vem até aqui, e eu te guio em um tour do lugar.

 

Sorkin encerra o artigo contando que falou que aceitaria a oferta de ao menos conhecer o espaço físico dos estúdios, mas que acabou nunca o fazendo. Resta saber se o convite continua de pé, em nome dos "herdeiros" de Jobs dentro da Pixar, e se o roteirista toparia escrever a animação.

Tudo o que sabemos sobre:
Steve JobsAaron SorkinPixar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.