Stacey Cramp/The New York Times
Stacey Cramp/The New York Times

Stephen King no cinema: mostra na Cinemateca

Programação traz clássicos e filmes derivados da obra do autor

Luiz Zanin Oricchio, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2019 | 10h48

A Cinemateca Brasileira homenageia um dos principais, senão o principal fornecedor de textos para filmes de terror. Stephen King no Cinema traz oito títulos inspirados em obras do escritor, conhecido por suas histórias bem imaginadas e arrepiantes. Entre elas, duas viraram clássicos das telas: Carrie, a Estranha, de Brian De Palma, e o, digamos assim, o “estado da arte” do gênero, o terror de todos os terrores, O Iluminado, de Stanley Kubrick.

A programação completa-se com outros filmes derivados da obra de King e bastante conhecidos do público como Cemitério Maldito, de Mary Lambert, Louca Obsessão, de Rob Reiner, Eclipse Total, de Taylor Hackford, e Um Sonho de Liberdade, À Espera de um Milagre e O Nevoeiro - esses três dirigidos por Frank Darabont.

Como poderá conferir o espectador, nas histórias de King predomina o terror, mas não apenas. Algumas delas não contam com esse elemento sobrenatural, mas evocam o medo devido a “causas naturais”, como são os casos de Louca Obsessão ou Um Sonho de Liberdade.

Afinal, este é, no limite, o material de construção da obra de King - o sentimento do medo, venha ele das conflitantes relações entre seres humanos, de situações terminais como o encarceramento, ou de causas que não podem ser compreendidas pelo pensamento racional, como é o caso do terror propriamente dito.

Em qualquer dos casos, King se revela um analista bem acurado dos desvãos mais obscuros da mente humana e dos paradoxos de comportamento da nossa espécie. Além disso, teve a sorte de cineastas excepcionais, e de um gênio como Kubrick, se interessarem por sua obra. Prolífico na literatura, Stephen King foi imortalizado pelo cinema.

A seguir, alguns destaques:

Cemitério Maldito (1989), de Mary Lambert.

Família se muda para uma casa, próxima a um misterioso cemitério indígena. Ressurreição de mortos é o principal ponto neste filme. King escreveu o roteiro e ainda aparece numa ponta, no papel de um padre.

 

Carrie, a Estranha (1976), de Brian De Palma.

Carrie foi o papel que tornou famosa a atriz Sissy Spacek. Ela faz a adolescente atormentada pelo bullying, até que resolve usar seus poderes mediúnicos para se vingar da turma. Filme com a marca registrada do estilo Brian De Palma, desemboca em um banho de sangue antológico.

 

O Iluminado (1980), de Stanley Kubrick.

Este é o clássico do gênero. Escritor em falta de inspiração (Jack Nicholson) isola-se com a família num hotel vazio, inacessível durante o inverno. Lá começa a enlouquecer quando passa a ser visitado por fantasmas de outra

época. Há milhares de páginas na internet sobre o filme, com seguidores fiéis que até hoje tentam decifrar enigmas e simbolismos propostos por Kubrick.

 

Louca Obsessão (1990), de Rob Reiner.

Este é sobre os efeitos deletérios da admiração fanática. Um escritor famoso (James Caan) é salvo de um acidente por uma fã de suas obras (Kathy Bates). Ele não adivinha que se trata apenas do começo de um pesadelo que parece não ter fim. Kathy ganhou o Oscar de melhor atriz em 1991 pelo papel da louca admiradora.

 

À Espera de um Milagre (1999), de Frank Darabont.

A história se passa num dos ambientes mais tóxicos que existem, a ala dos presos condenados à morte, que esperam pelo cumprimento da sentença. Mais um condenado chega ao corredor da morte, mas este (Michael Clarke Duncan) tem dons especiais. Tom Hanks faz um guarda presidiário.

 

Um Sonho de Liberdade (1994), de Frank Darabont.

Outro filme ambientado no cárcere. Dois prisioneiros (Tim Robbins e Morgan Freeman) desenvolvem laços de amizade e sonham recuperar suas vidas. Um bonito filme sobre a aspiração humana à liberdade, a resistência diante da injustiça e a esperança.

 

PROGRAMAÇÃO

QUINTA

19h – Cemitério maldito (1989)

21h – O nevoeiro

SEXTA

18h – Carrie, a estranha

20h – O iluminado

SÁBADO

17h – Louca obsessão

19h – Cemitério maldito (1989)

21h – Eclipse total

DOMINGO

17h – À espera de um milagre

20h – Um sonho de liberdade

Sala Cinemateca

Largo Sen. Raul Cardoso, 207

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.