Reuters
Reuters

'Star Wars: Episódio VIII' irá romper com tradição e novo Han Solo terá filme próprio

Novidades sobre a série de filmes foram anunciadas durantes o Star Wars Celebration, em Londres

Reuters

19 Julho 2016 | 11h54

O aguardado Star Wars: Episódio VIII irá começar com o suspense criado pela cena final de O Despertar da Força, souberam os fãs da franquia em um evento especial, e uma nova encarnação do adorado personagem Han Solo terá direito a seu próprio filme.

O diretor Rian Johnson contou que o Episódio VIII, que deve estrear em dezembro de 2017, irá romper com "uma longa tradição de Star Wars", já que os capítulos anteriores retomaram a trama ao menos um ano depois dos acontecimentos do filme anterior.

"Eu não quis avançar. Aquele último momento do (Episódio) VII, quero ver o que acontece em seguida", disse Johnson aos fãs no domingo, 17, último dia do Star Wars Celebration, evento de três dias dedicados à franquia, em Londres.

O Episódio VIII é o próximo da mais recente trilogia Star Wars, iniciada no ano passado com O Despertar da Força, que apresentou uma nova geração de personagens liderados por Rey, interpretada pela atriz Daisy Ridley, e Finn, vivido por John Boyega.

Johnson disse que o Episódio VIII irá mostrar "a essência" dos novos personagens e desafiá-los.

"O primeiro filme foi uma explosão incrível de aventura e empolgação que apresenta estes personagens, e depois, por pura necessidade, é muito natural que no segundo filme comecemos a nos aproximar dos personagens", afirmou Johnson.

No domingo, o astro em ascensão Alden Ehrenreich, de 26 anos, foi anunciado oficialmente como Han Solo em um filme agendado para maio de 2018, que irá mostrar a juventude do contrabandista, que era vivido por Harrison Ford.

"Quando criança, em especial este personagem, você brinca de faz de conta e começa a imaginar como seria", disse Ehrenreich.

Os maiores aplausos foram aos veteranos Mark Hamill e Carrie Fischer, que interpretam os irmãos Luke Skywalker e Princesa Leia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.