Alessia Pierdomenico
Alessia Pierdomenico

Stanley Donen, diretor de 'Cantando na Chuva', morre aos 94 anos

Diretor Stanley Donen fez filmes que são referência na história do cinema; morte foi confirmada por seus filhos

Redação, EFE

23 de fevereiro de 2019 | 12h48

Stanley Donen, diretor de clássicos do cinema como Cantando na Chuva e Charada, morreu aos 94 anos, informou o jornal Chicago Tribune neste sábado, 23. Segundo a publicação, a morte foi confirmada por seus filhos.

Donen, que também era coreógrafo, dirigiu Cantando na Chuva, que estreou em 1952 com Gene Kelly como protagonista. Ele também foi responsável por outros filmes musicais lendários, como Sete Noivas Para Sete Irmãos, de 1954, e Cinderela em Paris, de 1957, com Fred AstaireAudrey Hepburn.

Na década de 1960, ele se mudou para o Reino Unido, onde fez dois de seus filmes mais populares, ambos com Audrey Hepburn como protagonista: Charada (1963) e Um Caminho para Dois (1967).

Apesar de ter feito filmes que são considerados referências na história do cinema, ele nunca foi indicado ao Oscar - mas ganhou o Oscar honorário em 1998 por "uma obra marcada pela graça, elegância, sagacidade e inovação.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Stanley Donencinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.