Konstantin Chernichkin / Reuters
Konstantin Chernichkin / Reuters

Stallone não descarta sequência de 'Os Mercenários'

Ator e diretor norte-americano esteve no Brasil para gravar seu mais recente filme de ação

EFE

07 de agosto de 2010 | 15h47

O ator e diretor americano Sylvester Stallone não descartou neste sábado, 7, a possibilidade de filmar uma continuação de seu recente filme de ação gravado no Brasil, "Os Mercenários", que apresentou na Ucrânia junto a colegas de elenco.

 

"Tudo dependerá do sucesso que o filme tiver entre o público. Da mesma forma que com 'Rambo', este é apenas o início de uma história que eu gostaria muito de continuar, ampliar e aprofundar", declarou em entrevista coletiva em Kiev.

 

Roteirista, diretor e protagonista do filme, Stallone apresentou "Os Mercenários" em um hotel de Kiev junto aos atores Dolph Lundgren e Jason Statham, mas sem Mickey Rourke, que era muito esperado na Ucrânia.

 

No filme, orçado em US$ 80 milhões, Stallone e seus companheiros encarnam um comando de mercenários experientes durante uma missão num país sul-americano controlado por um ditador e por traficantes de drogas.

 

"Estou feliz, não esperava ver tanta gente. Isso significa que estamos fazendo bem", disse o diretor e protagonista, sem prestar atenção aos esporádicos distúrbios entre os mais de 500 jornalistas e câmeras que mal cabiam na sala de imprensa.

 

Os astros de Hollywood responderam perguntas, brincaram e contaram lembranças das filmagens.Stallone se mostrou orgulhoso por ter conseguido reunir neste projeto tantos "atletas" e amigos, protagonistas de personagens de ação como Bruce Willis, Eric Roberts e Arnold Schwarzenegger, atual governador da Califórnia.

 

"Embora nossos personagens convivam com Arnold na tela há 30 anos, quando lhe pedi para participar do projeto, ele aceitou sem nenhum problema", disse Stallone. Ele também disse à imprensa que algum dia visitará a cidade ucraniana de Odessa, onde nasceram seu avô e seus bisavós. "Já estou ficando velho. Por isso, acho que encontrarei tempo para fazê-lo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.