Stallone diz que termina a série <i>Rocky</i> com o sexto filme

O ator americano Sylvester Stallone disse na quinta-feira na Cidade do México que, com Rocky Balboa, dá por encerrada a saga do boxeador, composta por seis filmes e que começou há 30 anos. "Há alguns anos me casei, tive filhos, mas continuava sentindo um animal dentro de mim que me dizia: você tem que terminar a série Rocky", disse o ator numa entrevista coletiva na capital mexicana. "Cometi muitos erros em minha vida, mas um que não podia deixar passar era o de não terminar esta história, porque todo o mundo ama Rocky", afirmou. Stallone explicou que, durante muitos anos, tentou fazer a última parte de Rocky, mas não encontrava resposta em Hollywood. Para ele, foi um milagre que permitiu o sexto filme. Uma noite, no México, encontrou-se num restaurante com um executivo de um estúdio. Ele prometeu dar ao ator a oportunidade de filmar Rocky Balboa. "Foi um milagre termos nos encontrado naquela noite", disse. Além disso, Stallone disse que o novo filme foi bem recebido pelo público e que sua emoção foi igual à do primeiro, de 1976. "Rocky é meu personagem favorito, porque se parece muito comigo. Estou surpreso por tudo o que este sexto filme está provocando", comentou. Disse que a história mostra uma característica do mundo atual, no qual os veteranos são deslocados pelos jovens, que não levam em conta a sua experiência. Rocky Balboa conta histórias aos clientes de seu restaurante, Adrian´s, até que recebe a oportunidade de voltar ao ringue para se despedir de seu público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.