Spielberg vai abrir edição 2004 do Festival de Veneza

O Festival de Cinema de Veneza celebra sua 61.ª edição de 1.º a 11 de setembro, conforme anúncio feito hoje pelo novo diretor da mostra, Marco Müller. Ele adianta que pretende preparar um "festival ágil" e quer "um clima de constante diálogo com a indústria e a cultura do cinema, dentro e fora da Itália." Marcando sua primeira edição, Müller anunciou a escalação de Steven Spielberg para a abertura da mostra. O americano vai mostrar seu novo filme, The Terminal, estrelado por Tom Hanks e Catherine Zeta-Jones. The Terminal será exibido fora da competição pelo Leão de Ouro. Os demais filmes selecionados para a mostra italiana - cerca de 60 - serão conhecidos nos próximos meses.O novo diretor já esteve à frente das mostras de Locarno e Roterdã e também é produtor de cinema, o que chegou a levantar polêmica. Hoje ele comunicou algumas mudanças para o Festival de Veneza. A mostra Contracorrente, a competição secundária do festival, foi cancelada. Em seu lugar, Müller lança a Veneza Horizontes, que terá pouco mais de 15 filmes. Haverá ainda a mostra Veneza Meia-Noite e a tradicional seção de curtas e curtíssimas-metragens. A retrospectiva deste ano será dedicada à história do cinema italiano, com a intenção de resgatar diretores subavaliados pela crítica.No ano passado, o último sob a direção de Moritz de Hadeln, o Leão de Ouro foi para o filme russo O Retorno, de Andrei Zvjagintsev. Randa Chahal Sabbag ficou com o prêmio do júri, por A Pipa. Sean Penn e Katja Riemann levaram os troféus de atuação, e a mostra Contracorrente premiou Vodka Lemon, de Hiner Saleem.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 12h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.