Spielberg resgata Oscar de leilão

Steven Spielberg voltou a salvar uma estatueta do Oscar do mercado de leilões, comprando aquela que pertenceu a Bette Davis para devolvê-la ao seu primeiro endereço, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.Esta é a segunda vez em cinco anos que o diretor toma como um dever pessoal evitar que as estatuetas do Oscar sejam vendidas àquele que der o melhor lance.Se anteriormente ele havia comprado o Oscar de Clark Gable por Aconteceu naquela Noite, de 1934, agora ele decidiu voltar à ativa e comprar a estátua concedida a Bette Davis como melhor atriz por Jezebel, de 1938."Para Steven, fazer isso uma vez nos deixou sem respiração, mas que o tenha feito novamente é incrível. É um gesto de nobreza e generosidade", afirmou o presidente da Academia Rober Rehme.Spielberg, que já ganhou o Oscar como diretor e produtor comprou a estatueta de Bette Davis no leilão da Christie´s, que a colocou à venda ontem. A estatueta foi vendida por US$ 578 mil, o terceiro preço mais alto pago por um Oscar. O mais alto foi de US$ 1,54 milhão, que Michael Jackson pagou em 1999, pela estatueta que o produtor David O. Selznick ganhou pelo filme E o Vento Levou...Apesar de ser muito difícil impedir a exploração comercial do Oscar, o prêmio mais importante da indústria do cinema, a Academia sempre tem insistido sobre seu direito à propriedade da estatueta. Desde 1949, data em que foi leiloada a primeira estatueta, os ganhadores do Oscar são obrigados a firmar um acordo segundo o qual se em algum momento desejarem vender este prêmio, a Academia deverá ser a primeira a receber a oferta e poderá pagar um dólar por ela. Este acordo não abrange as estatuetas concedidas anteriormente, às quais Spielberg parece ter-se convertido no melhor comprador, para evitar que caiam em outras mãos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.