Spielberg produzirá filme sobre Martin Luther King

Ativista contra racismo e discriminação foi o mais jovem premiado pelo Nobel da Paz

EFE,

19 de maio de 2009 | 10h58

O estúdio DreamWorks, de Steven Spielberg, adquiriu os direitos para levar aos cinemas a vida de Martin Luther King, ícone da luta pelos direitos civis nos Estados Unidos, informou nesta segunda-feira, 18, a revista Variety.

 

O projeto é um sonho antigo de Spielberg e seu sócio Stacey Snider, que tentaram durante anos obter as permissão legal para realizar o filme. "Estamos honrados com a oportunidade de contar este momento histórico. Temos esperança de que o poder criativo do cinema e o impacto da vida de King componham uma história de poder inegável da qual possamos estar orgulhosos", comentou Spielberg.

 

Martin Luther King foi a pessoa mais jovem a receber o prêmio Nobel da Paz por seu trabalho para acabar com a segregação racial e a discriminação nos Estados Unidos, e foi assassinado em 1968, em Memphis, quando tinha 39 anos.

 

King registrou durante sua vida os direitos autorais de seus discursos e outras obras, que passaram a ser administrados por seus herdeiros.

 

O filme da DreamWorks será o primeiro com autorização para usar integralmente o trabalho de King, incluindo o famoso discurso "I Have a Dream", que aconteceu em 1963, em Washington DC.

Tudo o que sabemos sobre:
SpielbergcinemaMartin Luther King

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.