Spielberg não quer que seus filmes cheguem ao iPod

Durante uma entrevista à rede de televisão NBC, o diretor de E.T. Steven Spielberg disse que o sucesso da tecnologia do iPod não surte efeitos sobre ele. O cineasta disse que não vai cortar seus filmes para adaptá-los para essa tela pequena. "Não contem com essa idéia de que eu vá cortar meus filmes", disse Spielberg. Ele disse que admite adaptar seus filmes para a TV, mas não para o iPod, conforme reproduz o jornal argentino El Clarín. Durante a entrevista, o cineasta explicou que converter seus filmes para a televisão é uma coisa, mas para as telas de três polegadas (7,68 centímetros) do iPod é demais. "Este é um meio para o qual devo colocar um limite", disse. Spielberg, que atualmente trabalha em uma nova seqüência de Indiana Jones e em um reality show em que são eleitos 16 aspirantes a cineastas para trabalhar na DreamWorks (a produtora que Spielberg fundou em 1994, mas que em dezembro de 2005 foi adquirida pela Paramount Pictures), disse que não estava preocupado com o futuro da indústria cinematográfica, apesar dos avanços tecnológicos. "Não acredito que o cinema vá desaparecer", disse o diretor de Jurassic Park, para quem o homem é um animal social que continua preferindo ir ao cinema antes de assistir a um programa de televisão. O que inquieta o cineasta são os conteúdos das séries de TV e recomenda mais cuidado com o que se coloca no ar. "Hoje temos que ser responsáveis, não só pensando em nossos filhos, mas nos filhos de nossos amigos e vizinhos", disse o diretor ao se queixar das promoções de séries que mostram "sangue e pessoas sendo submetidas a cirurgias".

Agencia Estado,

22 Novembro 2006 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.