Spielberg é acusado de usurpar conto que inspirou Hitchcock

Um processo judicial aberto nasegunda-feira na Justiça Federal de Manhattan (Nova York) acusao cineasta Steven Spielberg e vários grandes estúdios deHollywood de terem se apropriado indevidamente da trama doclássico "Janela Indiscreta" (1954), de Alfred Hitchcock. A Viacom, sua subsidiária Dreamworks e a Universal Picturessão acusadas de violação de copyright e de contrato porproduzirem "Paranóia" sem a autorização prévia dos detentoresdos direitos, segundo a ação. Spielberg consta como produtor-executivo do filme, e comotal foi citado como réu. Segundo o Sheldon Abend Revocable Trust, autor da ação, abase para o filme de 1954 foi o conto "Homicídio de um Ponto deVista Fixo", de Cornell Woolrich. Hitchcock e o ator James Stewart obtiveram os direitos doconto em 1953, e os autores da ação alegam que a Dreamworksdeveria ter feito o mesmo. "O que os réus não se dispuseram a fazer aberta, legítima elegalmente, fizeram disfarçadamente, usando pela porta de trása história de 'Janela Indiscreta' sem pagar uma compensação",diz o processo. Assessores de Spielberg não quiseram comentar, e os dosestúdios envolvidos não foram imediatamente localizados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.